Aborto espontâneo de repetição e atopia

Aborto espontâneo de repetição e atopia

Título alternativo Recurrent spontaneous abortion and atopy
Autor Mattar, Rosiane Autor UNIFESP Google Scholar
Camano, Luiz Google Scholar
Daher, Silvia Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: to evaluate whether there is an association between recurrent spontaneous abortion and atopy. METHODS: this was a case-control study with 230 women: 71 with a history of recurrent spontaneous abortion (group A) and 159 with a history of successful pregnancy (group B). The evaluation included a questionnaire in order to investigate the personal history of atopy, considering symptoms of atopic dermatitis, urticaria, rhinitis, asthma, conjunctivitis and gastric or intestinal symptoms. The presence of specific IgE in response to a pool of inhalants, Phadiatop, detected by an enzymatic fluorescence reaction in blood was also investigated. The data were analyzed by Fisher's exact test and a p value < 0.05 was set as level of significance. RESULTS: a positive history of atopy was observed in 57.7% of group A patients and in 55.3% of group B patients. The incidence of positive IgE against Phadiatop was 38% and 33.9% in groups A and B, respectively. Association of allergy disease with positive Phadiatop (presence of specific IgE) was detected in 28.2% of group A and in 22% of group B patients. There was no significant difference between the groups. CONCLUSIONS: we did not observe any association between recurrent spontaneous abortion and atopy.

OBJETIVO: nosso objetivo foi avaliar se existe associação entre aborto espontâneo recorrente e atopia. MÉTODO: foi realizado estudo caso-controle prospectivo, envolvendo 230 mulheres: 71 com história de aborto espontâneo recorrente (grupo A) e 159 com história de sucesso gestacional (grupo B). A avaliação incluiu questionário realizado com o objetivo de investigar a história pessoal de atopia pelo relato de dermatite atópica, urticária, rinite, asma, conjuntivite e manifestações gastrointestinais. Foi também determinada a presença de IgE específica a pool de inalantes (Phadiatop), pela realização no sangue de reação de fluorescência enzimática. Os resultados foram analisados pelo teste exato de Fisher, tendo sido considerado significante p<0,05. RESULTADOS: história positiva de atopia foi identificada em 57,7% das pacientes do grupo A e em 53,3% do grupo B. Resultados positivos da presença de IgE específica pelo Phadiatop foram detectados em 38% e 33,9% das pacientes do grupo A e B, respectivamente. Encontro de associação de doenças alérgicas e a presença de IgE específica foi observado em 28,2% das mulheres do grupo A e em 22% do grupo B. Não foi detectada diferença significante entre os grupos. CONCLUSÕES: este trabalho não observou associação entre a ocorrência de aborto espontâneo de repetição e atopia.
Palavra-chave Abortion
Atopy
Pregnancy
Cytokines
Immunoglobulins
Aborto
Atopia
Gravidez
Citocinas
Imunoglobulina
Idioma Português
Data de publicação 2003-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 25, n. 5, p. 331-335, 2003.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 331-335
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032003000500005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032003000500005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1747

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72032003000500005.pdf
Tamanho: 281.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta