Invasão do nervo óptico por melanoma peripapilar: relato de caso

Invasão do nervo óptico por melanoma peripapilar: relato de caso

Título alternativo Optic nerve invasion by juxtapapillary melanoma: case report
Autor Marback, Eduardo Ferrari Autor UNIFESP Google Scholar
Arias, Victor Eduardo Aruá Google Scholar
Gonzaga, Renato Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Pinto, Clóvis Antônio Google Scholar
Erwenne, Clélia Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Fundação Antônio Prudente Hospital do Câncer Departamento de Anatomia Patológica
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo Small-pigmented lesions over the optic disc are very rare and may represent a diagnostic challenge. To report a case of a small malignant choroidal melanoma invading the optic nerve. A 60-year-old male presents with low vision in the left eye due to a small, pigmented lesion over the optic disc. At first the patient refused enucleation. One month later, after further drop in visual acuity, the patient was seen at another service, diagnosed as having a retinal detachment, and pars plana vitrectomy was proposed but also refused by the patient. Returning to our service, the eye was enucleated and a final diagnosis of choroidal melanoma with post-laminar optic nerve invasion was made. Although rare, pigmented lesions over the optic disc may represent a malignant melanoma. The prognostic significance of optic nerve invasion by choroidal melanoma is not clear yet. The differential diagnosis in these cases is usually difficult but a solid lesion is clear at ultrasonography and serous retinal detachment may predict a active tumor lesion. The management of these cases needs accuracy to avoid the unpleasant consequences of dissemination.

Tumores pigmentados localizados sobre o disco óptico são raros e representam desafio diagnóstico. Paciente masculino, 60 anos, apresenta baixa da acuidade visual no olho esquerdo devido à lesão pigmentada que cobre o disco óptico. Foi indicada a enucleação com recusa pelo paciente. O quadro evoluiu com descolamento de retina. Examinado em outro serviço teve indicação de vitrectomia também recusada. Retorna aos nossos cuidados; feita a enucleação o diagnóstico anatomopatológico revelou melanoma maligno da coróide com invasão pós-laminar do nervo óptico. A importância prognóstica da invasão do nervo óptico por melanoma da coróide ainda não está totalmente esclarecida. Embora raro, tumor pigmentado cobrindo o nervo óptico pode representar melanoma maligno. O diagnóstico diferencial destes casos é geralmente difícil, porém seu reconhecimento à ultra-sonografia ocular é patente e descolamento de retina associado é sinal de atividade tumoral. Os riscos de disseminação da doença exigem atenção na suspeita diagnóstica e conduta precisa.
Palavra-chave Choroid neoplams
Choroid neoplasms
Optic nerve
Melanoma
Eye visceration
Neoplasm invasiveness
Case report
Neoplasias da coróide
Nervo óptico
Melanoma
Evisceração do olho
Invasividade neoplásica
Relato de caso
Idioma Português
Data de publicação 2003-06-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 66, n. 3, p. 369-372, 2003.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 369-372
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492003000300021
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492003000300021 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1743

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492003000300021.pdf
Tamanho: 1.478MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta