Doppler transcraniano em traumatismos cranioencefálicos graves

Doppler transcraniano em traumatismos cranioencefálicos graves

Título alternativo Transcranial doppler in severe head trauma
Autor Aguiar, Luiz Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Tella Júnior, Oswaldo Inácio de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As velocidades do fluxo sanguineo cerebral nas arterias cerebrais medias e nas arterias carotidas internas cervicais, e os indices de pulsatilidade e de Lindgaard, obtidos atraves de ultra-sonografia com Doppler transcraniano, foram estudados em 30 pacientes com traumatismos cranianos graves (Glasgow inicial = 8). Velocidades anormalmente elevadas foram observadas em 23 (76,6 por cento) dos pacientes, sendo em 9 (30,0 por cento) devido a hiperemia e em 14 (46,7 por cento) a vasoespasmo. Pacientes que tiveram hiperemia tambem apresentaram os mais elevados valores de pressao intracraniana e de pressao de perfursao cerebral. A recuperacao foi avaliada pela escala de Glasgow final (GOS), observado apos seis meses. No grupo com velocidades mais elevadas a mortalidade foi significativamente mais alta. Pode-se observar diferencas significativas entre os dois grupos (hiperemia e vasoespasmo). A incidencia de isquemia nao relacionada a contusao esta relacionada ao diagnostico de vasoespasmo. O indice de pulsatilidade >_ 2.5, pressao de perfusao cerebral < 70 mmHg, velocidade circulatoria media na arteria cerebral media > 100 cm/s e pressao intracraniana > 20 mmHg foram os mais importantes fatores predictivos de prognostico a longo prazo. Nesta serie, a idade dos pacientes e o Glasgow inicial nao foram significativos no prognostico. A determinacao destes parametros pelo DTC pode ser utilizada clinicamente, com relevancia na orientacao terapeutica de pacientes em coma, sob ventilacao assistida, devido a traumatismos cranianos
Palavra-chave Traumatismos cranianos fechados
Vasoespasmo intracraniano
Mortalidade
Ultrassonografia doppler transcraniana
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 130 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 130 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17339

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta