Efeitos da sibutramina ou placebo, sobre os sintomas relativos ao sistema nervoso central, habitos e comportamento alimentar em pacientes obesos e hipertensos

Efeitos da sibutramina ou placebo, sobre os sintomas relativos ao sistema nervoso central, habitos e comportamento alimentar em pacientes obesos e hipertensos

Título alternativo Efeccts od sibutramine or placebo on monor central nervous system related symptoms, eating behavior and habits in hipertensive obese patients
Autor Schoereder, Irene England Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Em um estudo do tipo duplo cego randomizado e controlado por placebo, foram avaliados os efeitos da sibutramina e placebo sobre os sintomas relativos ao sistema nervoso central (humor, vitalidade, sono) habitos ou comportamento alimentar em 77 pacientes obesos e hipertensos com IMC >_ 30 e < 50 kg/m2 sendo que 62 estavam recebendo 1 ou mais agentes antihipertensivos. Chegaram ao final do estudo 40 pacientes que receberam placebo e 37 que receberam sibutramina 10 mg por 24 semanas. Ao termino das 4 semanas iniciais em que todos receberam placebo e ao final do tratamento os pacientes responderam a um questionario que incluia 15 questoes do Mynor Symptons Evaluation Profile, elaborado e validado por Carl Dahiof, e 11 outras questoes que tambem avaliavam comportamento alimentar, atividade fisica e imagem corporal. Comparado com placebo, o tratamento com sibutramina resultou em um decrescimo maior do IMC (2,9 n 2,0 vs 1,1 n 1,5 kg/m2) e do peso (7,3 n 5,0 vs 2,8 n 3,8 kg). A pressao arterial sistolica mostrou decrescimos semelhantes nos dois grupos (de 158,8 t 18,7 para 148,2 n 21,1 mmHg; p< 0,05 no grupo placebo e de 156,4 n 19,6 para 146,4 n 16,1 mmHg; p< 0,05 no grupo sibutramina) enquanto a pressao arterial diastolica apresentou uma reducao maior no grupo placebo ( de 99,1 t 18,8 para 92,1 t 13,5 mmHg; p< 0,05) do que no grupo sibutramina (de 96,6 t 11,8 para 93,4 n 13,8 mmHg, ris). Os ajustes na medicacao antihipertensiva nao foram diferentes nos dois grupos. Foram observadas reducoes significativas e semelhantes nos totais dos escores, o que reflete uma melhora nos sintomas, nos aspectos avaliados para os grupos placebo e sibutramina respectivamente: humor (de 42 para 27,5; p<0,001 e de 39 para 21; p<0,001), vitalidade (de 14 para 12.5; p<0,01 e de 16 para 10; p<0,01), sono (de 12 para 7,5; p<0,05 e de 15 para 10, ns), atividade fisica (de 11,5 para 8; p<0,001 e de 13 para 9; p<0,001) e comportamento alimentar (de 21,5 para 18,5; p<0,001 e de 25 para 13; p<0,001)...(au)
Palavra-chave Ciclobutanos
Obesidade
Hipertensão
Sono
Comportamento Alimentar
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 66 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 66 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17337

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta