Diabetes melito do tipo 2 na infância e adolescência: revisão da literatura

Diabetes melito do tipo 2 na infância e adolescência: revisão da literatura

Título alternativo Type 2 diabetes in children and adolescents: literature review
Autor Gabbay, Monica Autor UNIFESP Google Scholar
Cesarini, Paulo R. Autor UNIFESP Google Scholar
Dib, Sergio Atala Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: the objective of this manuscript was to perform a critical review of epidemiology, pathophysiology, diagnosis e treatment of T2DM in youth. SOURCES OF DATA: this review is based on the relevant literature published. The sources available for the authors were integrated with sources identified through Medline database. The key words used for searching were Type 2 Diabetes in the Youth in the last ten years. SUMMARY OF THE FINDINGS: the pathophysiology (altered beta-cell function and insulin resistance) of T2DM in youth is similar to adult's pathophysiology. Familiar Type 2 diabetes history, presence of obesity, acanthosis nigricans, high fasting plasma C-peptide levels and absence of islet-cell auto-antibodies are important clues to diagnostic the T2DM in youth. Five to 25% of these patients can present ketosis at diagnosis. Insulin therapy can be discontinued during the evolution. Compliance to diet and an exercise program essential aspects of the treatment of adolescents. CONCLUSION: as obesity in the young is currently increasing in several developed or developing countries, T2DM in the youth can be consider an emergent problem also in our population.

OBJETIVO: análise crítica dos estudos sobre a epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento do DM2 no jovem. MÉTODOS: revisão da literatura nos últimos 10 anos, através de pesquisa no banco de dados Medline, utilizando os termos diabetes do tipo 2 no jovem. RESULTADOS: a fisiopatologia do DM2 no jovem é semelhante à do adulto, e compreende tanto a resistência à ação da insulina como uma alteração na função da célula beta-pancreática. O antecedente familiar para DM2, a presença de obesidade, a acanthosis nigricans, o peptídeo C de jejum superior a 0,6 ng/ml, a ausência de auto-anticorpos antiilhotas pancreáticas, em combinações variáveis, são pontos importantes para o diagnóstico desse tipo de DM. Cinco a 25% dos jovens com esse tipo de DM podem apresentar cetoacidose no diagnóstico. Nesses pacientes, o tratamento inicial com insulina é possível de ser descontinuado durante a evolução. A aderência à dieta e ao exercício físico são os elementos mais importantes do tratamento destes adolescentes. CONCLUSÃO: como a obesidade nos jovens tem aumentado, tanto em países industrializados como nos países em industrialização, o DM2 no jovem pode ser considerado um problema emergente também na nossa população.
Palavra-chave type 2 diabetes mellitus
adolescent
epidemiology
diabetes melito tipo 2
adolescente
epidemiologia
Idioma Português
Data de publicação 2003-06-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 79, n. 3, p. 201-208, 2003.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 201-208
Fonte http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1020
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0021-75572003000300004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1733

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0021-75572003000300004.pdf
Tamanho: 129.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta