Estudo randomizado controlado entre as posições de parto: litotomica e lateral-esquerda

Show simple item record

dc.contributor.advisor Schirmer, Janine [UNIFESP]
dc.contributor.author Basile, Anatalia Lopes de Oliveira [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:01:30Z
dc.date.available 2015-12-06T23:01:30Z
dc.date.issued 2001
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2001. 109 p. ilustab.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17309
dc.description.abstract A assistencia ao parto e nascimento no Brasil tem se caracterizado por intervencoes rotineiras que exclui a mulher do processo. Com intuito de devolver a mulher seu papel de protagonista implantou-se um Centro de Parto Normal com filosofia humanista, baseado nas recomendacoes da OMS, para atencao ao Parto. O estudo teve por objetivo: caracterizar as mulheres primigestas, segundo variaveis socio-demograficas; avaliar a frequencia de episiotomia no parto normal realizado por enfermeira obstetra em centro de parto normal (CPN) nas posicoes litotomica (LT) e lateral esquerda (LE); comparar a presenca de traumatismo perineal; e comparar as condicoes neonatais dos recem-nascidos nas duas posicoes de parto. Trata-se estudo clinico prospectivo e randomizado sobre utilizacao da posicao LT e LE na assistencia ao parto normal sem distocia realizado em CPN do Hospital Geral de Itapecerica de Serra, São Paulo, durante o 2º semestre de 1999 e 1º de 2000. A amostra estudada foi de 104 primigestas de termo que concordaram a participar do estudo. A selecao por sorteio foi realizado no final do 1º periodo clinico do parto, sendo 53 na posicao LT e 51 LE. Os dados foram colhidos a partir de formulario com perguntas fechadas incluindo variaveis socio-demograficas, praticas assistencias orientadas pela equipe de Saúde, evolucao do 1º periodo clinico do parto, posicao de parto, parto e nascimento e condicoes neonatais. Os resultados mostram que 51,9 por cento eram adolescentes, 42,6 por cento concluindo ensino fundamental, 61,5 por cento de cor branca e 77,9 por cento desempregadas. As parturientes aceitaram em mais de 90 por cento a orientacao para deambular, tomar banhos prolongados de chuveiro, realizar exercicio respiratorios, receber massagem, ingerir liquidos, manifestar as eliminacoes vesicais espontaneas, e ter ao lado o acompanhante (companheiro ou familiar). Na posicao LE houve reducao significante do traumatismo perineal (p=0,007 RR 1,33 (1,07-1,65). A episiotomia foi utilizada em 33,6 por cento das primigestas, sendo que na posicao LE foi de 6,7 por cento (RR 3,849 (1,848 -8,016) p> 0,001. As principais indicacoes da episiotomia foram reunidas como outras, 26,9 por cento (perineo posterior <3 cm, expulsivo prolongado, bossa sero-sanguinea, edema vulvar, parada de progressao, presenca de hemorroidas, distensibilidade restrita, ansiedade do profissional e meconio fluido. O local dos traumas perneais mais frequente foi furcula do perine...(au) pt
dc.format.extent 109 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Enfermagem Obstétrica pt
dc.subject Ensaios clínicos controlados aleatórios como assunto pt
dc.subject Parto pt
dc.subject Episiotomia pt
dc.subject Trabalho de parto pt
dc.title Estudo randomizado controlado entre as posições de parto: litotomica e lateral-esquerda pt
dc.title.alternative Randomized study controlled among the childbirth positions: litotomica and side left en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-017119.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account