Avaliação das dimensões da cavidade nasal por rinometria acústica, pré e pós-cirurgia endoscópica funcional dos seios paranasais.

Avaliação das dimensões da cavidade nasal por rinometria acústica, pré e pós-cirurgia endoscópica funcional dos seios paranasais.

Título alternativo Nasal cavity dimensions evaluation, before and after functional endoscopic sinus surgery, by acoustic rhinometry
Autor Santos, Rodrigo de Paula Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Settanni, Flavio Aurélio Parente Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A rinometria acustica e um metodo objetivo desenvolvido para determinar a geometria da cavidade nasal. A tecnica e baseada na analise da reflexao de ondas sonoras na cavidade nasal, e determina a area de seccao transversal da cavidade em funcao da distancia da narina, bem como seu volume. Foram avaliados atraves desse metodo, 40 pacientes, de 18 a 73 anos, entre agosto e outubro de 1999, na Universidade de Graz Austria, portadores de rinossinusite cronica, antes e depois de serem submetidos a cirurgia endoscopica funcional dos seios paranasais. A indicacao cirurgica foi feita baseada na historia clinica, endoscopia nasal rigida e tomografia computadorizada dos seios paranasais. Foram analisados a area de seccao transversal minima, sua distancia em relacao a narina e o volume total da cavidade nasal. Alem disso, foi avaliada a melhora subjetiva dos pacientes em relacao a obstrucao nasal. A avaliacao dos resultados desta pesquisa levou as seguintes conclusoes para esse grupo de pacientes: o melhor parametro objetivo fornecido pela rinometria acustica para avaliacao da CEFSP foi a medida do volume total da cavidade nasal. A distancia da ASTM nao variou com o uso de vasoconstritor, nem com a cirurgia. Os valores da ASTM nao variaram com o uso de vasoconstritor, mas a ASTM da cavidade nasal direita sofreu aumento significativo apos a CEFSP. O volume total da cavidade nasal nao sofreu modificacao apos o uso de vasoconstritor topico, mas aumentou significativamente no posoperatorio. Observou-se que 88 por cento dos pacientes referiram melhora do sintoma de obstrucao nasal, sendo que 20 por cento obtiveram melhora parcial e 68 por cento melhora total. Nenhum paciente referiu piora desse sintoma. Nao houve uma relacao linear entre o aumento do volume e a melhora subjetiva da obstrucao nasal. A rinometria acustica se mostrou um metodo nao-invasivo, indolor, de rapida aplicacao e boa reprodutibilidade
Palavra-chave Seios paranasais
Sinusite
Pólipos nasais
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 85 p. tabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 85 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17302

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta