Estresse oxidativa e uso de DMSO em queratinócitos cultivados submetidos a privação de glicose e hipóxia gasosa

Estresse oxidativa e uso de DMSO em queratinócitos cultivados submetidos a privação de glicose e hipóxia gasosa

Título alternativo Oxidative stress and use DMSO in cultivated keratinocytes submitted to the glucose privation and gaseous hypoxia
Autor Duarte, Ivone da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ferreira, Lydia Masako Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo [UNIFESP]
Pós-graduação Cirurgia Translacional – EPM
Resumo O presente estudo teve como objetivo verificar o estresse oxidativo causado a culturas de queratinocitos atraves de sua exposicao a privacao de glicose e a hipoxia, com e sem o uso de um antioxidante, o Dimetil Sulfoxido (DMSO), avaliado atraves da dosagem do malonaldeido (MDA). O material e metodo constituiu-se de tres experimentos. No primeiro deles, 12 garrafas de cultura de queratinocitos foram preparadas ate atingir-se a confluencia desejada e divididas em quatro grupos (com e sem uso de DIVISO, com e sem hipoxia). Foram colhidas amostras do meio de cultura para dosagem do malonaldeido em diferentes fases do experimento: a) pre-experimento, b) 24 horas apos o inicio da privacao de glicose (antes da provocacao de hipoxia), c) 24 horas apos o inicio da privacao de glicose e imediatamente depois da provocacao de hipoxia, d) 48 horas apos a privacao de glicose (24 horas apos a hipoxia). O Experimento 2 constituiu-se das 12 garrafas do final do primeiro experimento e outras 12 garrafas que foram utilizadas como controle, sendo que foi colhido o material celular das 24 garrafas e realizada dosagem do MDA no homogeneizado celular de cada garrafa. O Experimento 3 foi realizado com 80 garrafas divididas em 10 grupos (meio de cultura com e sem glicose, uso ou nao de DIVISO, realizacao de hipoxia ou nao, alem das associacoes entre esses fatores), das quais foi colhido e homogeneizado o material celular para dosagem do MDA. A analise estatistica realizada com os resultados dos tres experimentos mostrou que o DIVISO foi eficiente na reducao do estresse oxidativo de culturas de queratinocitos, causado pela privacao de glicose e hipoxia, avaliado pelos valores de MDA comparando-se aos grupos controle
Assunto Técnicas de Cultura de Células
Dimetil Sulfóxido
Antioxidantes
Radicais Livres
Queratinócitos
Cell Culture techniques
Dimethyl sulfoxide
Antioxidants
Free Radicals
Keratinocytes
Idioma Português
Data 2001
Publicado em DUARTE, Ivone da Silva. Estresse oxidativo e uso DMSO em queratinócitos cultivados submetidos à privação de glicose e hipóxia gasosa. 2001. 102 f. Tese (Doutorado) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2001.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 102 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17269

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Tese-6406a.pdf
Tamanho: 9.688Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir
Nome: Tese-6406b.pdf
Tamanho: 11.92Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)