O papel do linfocito T CD4+ na lesao de isquemia/reperfusao renal num modelo experimental de insufiCiência renal aguda

O papel do linfocito T CD4+ na lesao de isquemia/reperfusao renal num modelo experimental de insufiCiência renal aguda

Título alternativo CD4+ T lymphocyte role in ischemia/reperfusion injury in a model of acute renal failure
Autor Pinheiro, Helady Sanders Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A lesao induzida por isquemia-reperfusao (IR) e o principal fator etiologico da insufiCiência renal aguda de rins nativos e de rins transplantados onde contribui para surgimento de rejeicao aguda a nefropatia cronica do enxerto. A IR especialmente a fase de reperfusao desencadeia uma resposta inflamatoria estereotipada que contribui para a alteracao funcional vista nos orgaos pos-isquemicos. A infiltracao de linfocitos T, bem como o estimulo a sintese de citocinas relacionadas a sua funcao, tem sido descritas apos episodios de IR, porem o seu significado permanece pouco esclarecido. Tivemos portanto, como objetivo avaliar o papel do linfocitos T CD4+ (LT4) na lesao de IR num modelo de insufiCiência renal aguda. Utilizamos camundongos C57BL/6, que foram submetidos a isquemia renal atraves do clampeamento do pedicuro renal bilateralmente por 45 minutos, seguidos de reperfusao (grupo 2). Para avaliar a participacao do LT4 submetemos um grupo de animais a deplecao destas celulas pela administracao de 50mg, IP, do anticorpo depletante GK 1.5 48 horas antes do episodio de IR (grupo 3). Utilizamos tambem camundongos geneticamente deficientes de moleculas da classe II do complexo maior de histocompatibilidade (MHC II), que exibem deplecao acentuada de LT4, que foram submetidos tambem ao episodio de IR (grupo 4). Animais submetidos a cirurgia sem clampeamento dos pediculos compuseram o grupo 1. Os animais foram sacrificados 1, 2 e 5 dias apos a reperfusao quando foi colhido sangue para dosagem de ureia e retirados os rins. No tecido renal realizamos analise morfometrica para necrose e regeneracao tubular, bem como imuno-histoquimica para CD4, CD11b e PCNA (proiiferating cell nucleic antigen). Avaliamos a expressao de mRNA da cadeia b (Cb) do receptor da celula T, gIFN, granzima B e cicloxigenase-2 (COX-2) em tecido renal pela reacao de polimerizacao em cadeia (PCR). Por citometria de fluxo de esplenocitos, observamos deplecao de acentuada de celulas CD4+ dois dias apos o tratamento com GK 1.5(97, 4 por cento do normal) e que havia recuperacao para cerca de 30 por cento das celulas animais normais tres e quatro dias apos o tratamento. No grupo 4 os animais exibiam apenas 3.4 por cento das celulas CD4+ dos animais normais. Os grupos depletados de LT4(grupos anti-CD4 e knockout) apresentaram niveis de ureia serica significante menores do que o grupo 2, um e dois dias apos o episodio de IR. Aos cinco dias nao havia diferenca entre a ureia dos...(au)
Palavra-chave Traumatismo por Reperfusão
Linfócitos T
Lesão Renal Aguda
Inflamação
Leucócitos
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 224 p. ilus.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 224 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17246

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta