Comparação entre o peso vesical e os parâmetros clínicos urinários na avaliação da obstrução urinária infravesical devido a hiperplasia prostática benigna

Comparação entre o peso vesical e os parâmetros clínicos urinários na avaliação da obstrução urinária infravesical devido a hiperplasia prostática benigna

Título alternativo Comparation between bladder weight versus clinical and urodynamic parameters of urynary obstruction due to benign prostatic hyperplasia
Autor Freitas, Danielo Garcia de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Bruschini, Homero Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Esta bem definido, na literatura, que a hipertrofia vesical e uma da consequencias da obstrucao urinaria devido ao crescimento prostatico. objetivo deste estudo e o de avaliar o peso vesical comparando os achados ao parametros urodinamicos da obstrucao urinaria e as caracteristicas dos paciente Nossos resultados intensionam avaliar o possivel uso do calculo do peso vesical como metodo nao invasivo de identificar a obstrucao infravesical em paciente do sexo masculino. Foram incluidos no estudo cinquenta homens, entre 59 e 76 anos, com sintomas do trato urinario inferior e sem doenca neurogenica. Os paciente responderam aos questionarios da American Urological Association (AUA) indice de qualidade de vida (QOL), sendo todos submetidos a cistometria estudos fluxo/pressao. O grau de obstrucao infravesical foi classificado de acordo com o nomograma de Schafer. Foi realizada ultra-sonografia transabdominal com calculo do peso prostatico e peso vesical (Pv) segundo um formula proposta por Watanabe. Quatro grupos foram entao definidos. Grupo I 9 pacientes com Pv < 3Og.; Grupo 2: 14 pacientes, 3Og. < Pv < 5Og.; Grupo 13 pacientes, 5Og. < Pv < 709.; Grupo 4: 14 pacientes, Pv > 7Og. A comparacao entre as idades, os parametros urodinamicos, AUA e QOL escores nos quatro grupos foi submetida a analise estatistica com a = 5 por cento. Nenhuma correlacao estatisticamente significante foi observada entre o peso vesical pela formula de Watanabe e a classe de Schafer, escores da AUA ou indice QOL, peso prostatico ou mesmo a incidencia de falencia vesical. Da mesma forma, nao houve diferenca significante entre a capacidade vesical funcional ou residuo urinario pos-miccional nos quatro grupos do estudo. Apesar de alguns estudos enfatizarem o valor do calculo do peso vesical por ultra-som, como metodo nao invasivo de avaliacao da obstrucao urinaria infravesical, nossos achados nao sugerem correlacao individual alguma com quaisquer parametros avaliados. Outros estudos serao necessarios para caracterizar a real natureza da avaliacao da espessura vesical, possivelmente consequencia da intensidade e do tempo de exposicao aos fatores obstrutivos e a possivel correlacao destas causas
Palavra-chave Hiperplasia Prostática
Urodinâmica
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 66 p. tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 66 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17212

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta