Analise quantitativa do epitelio, dos vasos, do colageno e das fibras musculares da bexiga e da uretra de ratas adultas castradas, antes e durante administracao de estrogenio ou de moduladores seletivos do receptor de estrogenio

Analise quantitativa do epitelio, dos vasos, do colageno e das fibras musculares da bexiga e da uretra de ratas adultas castradas, antes e durante administracao de estrogenio ou de moduladores seletivos do receptor de estrogenio

Título alternativo Quantitative analysis of epitelium, vessels, collagen and muscular fibres of the blader and urethra of castrated adults rats, before and during estrogen replacement therapy or selective estrogen receptor modulators
Autor Acquaroli, Rogerio Lobato Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Avaliaram-se, neste estudo, o numero de vasos, a espessura do epitelio e a quantidade de fibras colagenas e musculares da bexiga e da uretra em ratas castradas e sob regime de reposicao de estrogenio e com moduladores seletivos do receptor de estrogenio. Foram estudadas 72 ratas divididas em 5 grupos: Grupo I (n = 14): receberam propilenoglicol na dose de O,5 ml/animal/dia; Grupo II (n = 15): receberam estrogenios conjugados equinos, na dose de 5Omg/animal/dia; Grupo III (n = 15): receberam raloxifeno na dose de 3mg/kg/dia; Grupo IV (n = 14): toremifeno na dose 2,5 mg/kg/dia; Grupo V (n = 14): tamoxifeno na dose 250 mg/animal/dia. Todas as medicacoes foram administradas por gavagem, durante 28 dias consecutivos. Apos este periodo, os animais foram sacrificados e retiraram-se fragmentos da bexiga e uretra, corando-se com hematoxilina-eosina e picrosirus para estudo morfometrico. Verificou-se que os animais do Grupo 11 apresentaram quantidade de vasos, tanto na bexiga quanto na uretra, superior aos demais grupos; os grupos I, III, IV e V nao mostraram diferenca entre si. A espessura do epitelio, na bexiga assim como na uretra, foi maior no grupo que recebeu estrogenio. Na bexiga, os grupos III, IV e V apresentaram o mesmo comportamento do grupo que recebeu placebo (I). Em relacao a uretra, o grupo III comportou-se semelhantemente ao grupo I enquanto os grupos IV e V apresentaram a menor espessura do epitelio. Na bexiga e na uretra, o grupo I revelou maior quantidade de colageno do que os demais grupos. Porem, o grupo II apresentou diminuicao maior da quantidade de colageno do que os grupos III, IV e V, na camada muscular da uretra. Em relacao a quantidade de fibras musculares, identificou-se que a contagem foi significativamente maior nos grupos medicados, enquanto que o grupo placebo mostrou diminuicao significativa da camada muscular, tanto na bexiga quanto na uretra. Novamente, os grupos III, IV e V, quando comparados com o grupo II, mostraram quantidade superior de fibras musculares na bexiga e na uretra. Conclui-se que a administracao isolada de moduladores seletivos do receptor de estrogenio nao promove alteracao estatisticamente significante em relacao ao grupo placebo no que concerte a espessura do epitelio da bexiga e ao numero de vasos, tanto da bexiga quanto da uretra. Em relacao a espessura do epitelio da uretra, o tamoxifeno e toremifeno comportaram-se semelhantemente, porem determinaram...(au)
Palavra-chave Moduladores Seletivos de Receptor Estrogênico
Sistema Urinário
Raloxifeno
Tamoxifeno
Toremifeno
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 116 p. ilustabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 116 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17206

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta