Avaliação antropométrica, padrão de morbidade, alterações metabólicas, composição corporal e ingestão de alimentos de crianças em processo de recuperação nutricional atendidas no centro de recuperação e educação nutricional(CREN)

Avaliação antropométrica, padrão de morbidade, alterações metabólicas, composição corporal e ingestão de alimentos de crianças em processo de recuperação nutricional atendidas no centro de recuperação e educação nutricional(CREN)

Título alternativo Evaluation of the pattems of nutitional recovery, metabolic altertions, body composition, pattem of morbidity, and food consuption of undemourished children attended at the center of nutritional recuperation and education(CREN), São Paulo, Brazil
Autor Vieira, Maria de Fátima Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sawaya, Ana Lydia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Este estudo teve como objetivo avaliar a recuperação nutricional (alterações metabólicas, composição corporal, padrão de morbidade e consumo alimentar) de crianças desnutridas atendidas pelo Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN) durante o período de Setembro de 1995 a Julho de 1999. Foram avaliadas 106 crianças agrupadas em dois clusters de acordo com o estado nutricional no momento da internação, sendo 65 com desnutrição leve 41 com desnutrição moderada e/ou grave. O tempo médio de internação foi de 16,3 meses e a média de idade no ingresso foi de 23,7 meses. A média de peso ao nascer do grupo foi de 2.563g. Houve associação positiva e significante entre o tempo de tratamento e os ganhos de peso/idade e de estatura/idade para o conjunto das crianças. O ganho de estatura/idade foi significantemente maior entre os desnutridos graves e entre as crianças nascidas com baixo peso. Observou-se ganho de gordura corporal significativamente maior entre os desnutridos graves. Houve associação significante e negativa entre os níveis de cortisol salivar e os ganhos de estatura/idade e de peso/idade, O percentual de crianças com valores de glicemia abaixo da faixa de normalidade foi de 26 por cento e de insulinemia foi de 72 por cento. O consumo de calorias e proteínas por kg de peso corporal efetuado no CREN foi significantemente maior entre os desnutridos graves. Foram observados valores elevados de VLDL colesterol (l4 por cento) e de triglicerídeos (40 por cento), e reduzidos de HDL colesterol (76 por cento). Os resultados da análise multivariada mostraram que o déficit inicial de estatura/idade foi a principal variável associada com o ganho de estatura/idade durante o tratamento.
Palavra-chave Desnutrição proteico-calórica
Criança
Composição corporal
Ingestão de alimentos
Protein-energy malnutrition
Child
Body composition
Eating
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 126 + 22 de anexos p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 126 + 22 de anexos p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17180

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta