Pmeumotorax espontaneo: tratamento com videotoracoscopia

Pmeumotorax espontaneo: tratamento com videotoracoscopia

Título alternativo Spontaneous pneumothorax: videothoracoscopic treatment
Autor Frazatto, Carlos Roberto Gonzaga Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Neste trabalho, a cirurgia toracica videoassistida foi utilizada em 38 pacientes, que foram submetidos a 42 procedimentos, para o tratamento definitivo do pneumotorax espontaneo, primario e secundario, no periodo de fevereiro de 1995 a marco de 1999. Os pacientes observados tinham entre 8 e 60 anos, sendo que 50 por cento tinham ate 26,5 anos; 69 por cento dos procedimentos foram realizados em pacientes do sexo masculino e 3 l por cento em pacientes do sexo feminino. Em 36 vezes (85,7 por cento), o pneumotorax foi primario, e, em 6 vezes (l4,3 por cento), foi secundario. A indicacao cirurgica mais frequente foi o pneumotorax recidivante (69 por cento). Em Sl por cento dos procedimentos nao houve complicacoes pos-operatorias, e a complicacao mais frequente foi a fistula aerea persistente (l4,3 por cento dos casos). Foi utilizada a classificacao macroscopica de Vanderschueren, modificada por Boutin e cols., para definir a melhor atitude terapeutica. Os pacientes classificados como estando nos Estagios 1 e 2 eram submetidos, no inicio, somente a pleurectomia parietal, sendo que depois foi acrescida, na cirurgia, a resseccao em cunha do apice pulmonar. Os pacientes classificados como estando nos Estagios 3 e 4 eram submetidos a bulectomia com endogrampeador linear cortante associada a algum metodo de pleurodese: quimica, por abrasao pleural ou pleurectomia. Dos 42 procedimentos cirurgicos, em apenas 37 houve seguimento pos-operatorio confirmado. Desses 37 procedimentos, em 31 (83,8 por cento) nao houve recidiva do pneumotorax e, em 6 (l6,2 por cento), houve recidiva, sendo que, desses seis casos, 4 (1O,8 por cento) ocorreram no pos-operatorio recente, antes de trinta dias da cirurgia; apenas em 2 casos (5,4 por cento), a recidiva ocorreu no pos-operatorio tardio. Das variaveis analisadas, foi observada associacao apenas entre a recidiva e o Estagio de Vanderschueren, sendo a taxa de incidencia de recidiva maior para os pacientes classificados como estando no Estagio 4, encontrando-se diferenca estatisticamente significante, nessa taxa, dos pacientes classificados como estando nesse estagio em relacao aos do Estagio 2
Palavra-chave Pneumotórax
Toracoscopia/métodos
Cirurgia Vídeoassistida/métodos
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 77 p. tabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 77 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17137

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta