Da direção do nistagmo de posicionamento na vertigem posicional paroxística benigna: implicações topodiagnósticas e fisiopatológicas

Da direção do nistagmo de posicionamento na vertigem posicional paroxística benigna: implicações topodiagnósticas e fisiopatológicas

Título alternativo Positioning nystagmus direction in benign paraxysmal positional vertigo: topodiagnostic and physiopathologic implicactions
Autor Frazza, Marcia Moniz Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Munhoz, Mário Sérgio Lei Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A pesquisa do nistagmo de posicionamento com oculos de Frenzel foi conduzida em 340 pacientes com hipotese diagnostica de Vertigem Posicional Paroxistica Benigna (VPPB). Houve comprometimento, em ordem decrescente de prevalencia, dos canais semicirculares posteriores em 285 casos (83,8 por cento), posteriores ou anteriores em 44 casos (l3,0 por cento), anteriores em seis casos (l,7 por cento) e laterais em cinco casos (l,5 por cento). O envolvimento unilateral foi o mais frequente, obedecendo a seguinte ordem decrescente de prevalencia: canais semicirculares posteriores (82,3 por cento dos casos), posteriores ou anteriores (l3,0 por cento dos casos), anteriores (l,7 por cento dos casos) e laterais (l,5 por cento dos casos). O envolvimento foi bilateral em apenas I,5 por cento dos casos e somente nos canais semicirculares posteriores. A maioria dos casos de VPPB ocorreu por ductolitiase, sendo mais frequente no canal semicircular posterior (81,2 por cento dos casos), seguida por 13,0 por cento dos casos referentes aos canais semicirculares posteriores ou anteriores, 1,5 por cento dos casos referentes aos canais semicirculares anteriores e O,9 por cento dos casos referentes aos canais semicirculares laterais. A ocorrencia de cupulolitiase foi, em ordem decrescente de prevalencia, de 2,6 por cento nos canais semicirculares posteriores, O,3 por cento nos anteriores e O,6 por cento nos horizontais. O comprometimento funcional de canal semicircular posterior e comum, enquanto que o de canal anterior e pouco frequente e o de canal lateral e mais raro; o envolvimento labirintico unilateral e mais frequente do que o bilateral; o substrato fisiopatologico presumido de ductolitiase e mais comum do que o de cupulolitiase
Palavra-chave Nistagmo Fisiológico
Vertigem
Doenças do Labirinto
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 62 p. tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 62 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17121

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta