Análise quantitativa da atividade elétrica cerebral durante estimulação cognitiva de pacientes epiléticos

Análise quantitativa da atividade elétrica cerebral durante estimulação cognitiva de pacientes epiléticos

Título alternativo Quantitative analysis of eletric cerebral activity submitted cognitive stimulations of epileptic patients
Autor Frayman, Leila Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Campos, Carlos José Reis de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Neste trabalho, 30 individuos adultos (20 individuos epilepticos e 10 nao epilepticos) foram submetidos a estimulacoes cognitivas durante a captacao dos ritmos eletricos cerebrais. O grupo estudo foi constituido por 10 homens e 10 mulheres portadores de epilepsia temporal parcial, sem lesao organica subjacente demonstravel. O grupo controle constou de 5 homens e 5 mulheres sem historia de doenca neurologica previa ou atual. Contudo, os individuos do grupo epileptico e do grupo controle foram controles de si mesmos, uma vez que avaliamos os tracados do eletrencefalograma antes e durante a estimulacao. As estimulacoes foram compostas por testes dicotico verbal, calculos matematicos, e audicao de canto gregoriano. As amostras do tracado eletrencefalografico, captado durante as estimulacoes, foram analisadas e comparadas com a atividade eletrica cerebral de base, com o objetivo de estudarmos a relacao entre a estimulacao cognitiva e a analise especial da frequencia dos ritmos cerebrais. A atividade eletrica cerebral foi registrada em um eletrencefalografo digital e foi avaliado o parametro: frequencia dominante (Hz), para todas as faixas classicas de frequencia (delta, teta, alfa, beta 1, beta 2 e beta 3), sendo que os resultados significantes foram aqueles relacionados as frequencias alfa e beta1. No Grupo Controle Masculino, durante as estimulacoes, houve um, aumento da frequencia alfa em todos as regioes cerebrais analisadas, enquanto no Grupo Controle Feminino houve uma diminuicao da mesma frequencia em todas as regioes estudadas. No Grupo Controle Masculino, durante a audicao do Canto Gregoriano, houve uma diminuicao da frequencia beta l em todos as regioes cerebrais analisadas, enquanto no Grupo Controle Feminino, houve um aumento da mesma frequencia beta 1. No Grupo Epileptico Esquerdo Masculino, durante a audicao do Canto Gregoriano, houve uma tendencia a diminuicao da frequencia alfa, diferente do que ocorreu com o Grupo Controle Masculino. Durante o Calculo Matematico, o Grupo Epileptico Esquerdo comportou-se como o Grupo Controle Masculino. O Grupo Epiletico Direito Masculino, durante o Teste Dicotico, a audicao do Canto Gregoriano e o Calculo Matematico, comportou-se como o Grupo Controle Masculino, com aumento da frequencia alfa. No Grupo Epiletico Esquerdo Feminino, durante o Teste Dicotico, houve uma tendencia a diminuicao da frequencia alfa e, o Canto Gregoriano, houve uma tendencia ao aumento da frequencia beta 1 ...(au)
Palavra-chave Eletroencefalografia
Epilepsia Motora Parcial
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 81 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 81 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17120

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta