Fatores associados a obtencao de niveis de carga viral plasmatica igual ou menor que 1.000 copias/ml no momento do parto em gestantes infectadas pelo virus da imunodefiCiência humana

Fatores associados a obtencao de niveis de carga viral plasmatica igual ou menor que 1.000 copias/ml no momento do parto em gestantes infectadas pelo virus da imunodefiCiência humana

Título alternativo risk factors for HIV+ pregnant women ro achieve viral load under 1.0009copies/ml) in the peri-parto period
Autor Almeida, Maria Claudia Stockler de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: A prevencao da transmissao materno-fetal do HIV e uma medida possivel. Nos paises desenvolvidos as taxas de transmissao materno-fetal do HIV ja e proxima a zero. Os niveis de carga virai materno relacionam-se com transmissao materno-fetal, apesar de nao ser possivel se determinar um nivel sob o qual a transmissao nao ocorra. As ultimas recomendacoes do CDC (Centers fo Diseases and Control) orientam tratamento de gestantes HIV+ com terapeutica combinada. O objetivo desse estudo foi determinar a prevalencia e fatores associados ao fato de a gestante HIV+ atingir niveis de carga viral = 1.000 copias/ml (NASBA/Nuclisens - 0. Teknica, HOL), no periodo peri-parto, durante o seguimento de pre-natal no ambulatorio especializado em patologias infecciosas da gestacao - NUPAIG, Escola Paulista de Medicina - UNIFESP. Metodos: Foi realizado revisao de prontuarios das pacientes que atenderam ao ambulatorio NUPAIG no periodo de marco de 1998 a novembro de 1999, das 64 pacientes que preencheram o criterio de inclusao de possuir duas quantificacoes da carga viral ao longo do pre-natal. Resultados: 35 (54.7 por cento) pacientes atingiram niveis de carga viral menor do que 1.000 copias/ml. Nivel de escolaridade (ate 1§. grau completo ou maior do que 1§. grau), renda familiar (= 2 salarios minimos, 3 a 5 salarios minimos, > 5 salarios minimos), idade gestacional no inicio do pre natal (=l4sem., 14-28sem., >28sem.), duracao do pre-natal (= 9Od, 9l-l8Od, >l8Od), numero de visitas de pre-natal (= 6), contagem de celulas CD4+ no inicio do pre-natal (=2OOcel./ml), momento do diagnostico da infeccao pelo HIV (previamente a gestacao ou durante o pre-natal), antecedente de AIDS, uso de profilaxia para PCP, tabagismo, uso de drogas ilicitas e alcoolismo nao se relacionaram com o desfecho de atingir carga viral menor do que 1.000 copias/mi. Esquema antiretroviral na consulta inicial do pre-natal especializado e no momento do parto, classificados como: 1) sem uso de antiretroviral, 2) monoterapia 3) terapeutica dupla 4) terapeutica com 3 ou mais drogas , tambem nao se relacionaram com o desfecho. Niveis de carga viral no momento da primeira de pre-natal especializado (= 1.000/ 1.001 to 30.000/ > 30.000), (OR = O.82; IC95 por cento = O.53 - 1.28; OR = O.48; IC95 por cento = O.23 - O.97), o fato da paciente relatar estar empregada (OR = 1.93; IC95 por cento = 1.34 - 2.79) e mudanca no esquema antiretroviral durante o pre-natal especializado (OR = O.55; 95 por ...(au)
Palavra-chave Gravidez
Infecções por HIV/terapia
Infecções por HIV
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 104 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 104 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17104

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta