Laser de diodo transescleral na cirurgia de deslocamento regmatogênico de retina

Show simple item record

dc.contributor.advisor Farah, Michel Eid [UNIFESP]
dc.contributor.author Goncalves, Joao Carlos de Miranda [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:01:16Z
dc.date.available 2015-12-06T23:01:16Z
dc.date.issued 1999
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 1999. 114 p. ilusgraf.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17083
dc.description.abstract Avaliou-se, atraves de estudo clinico prospectivo a tecnica de aplicacao do laser de diodo transescleral (diopexia) como meio de promocao de reacao corio-retiniana na correcao cirurgica do descolamento de retina em vinte e cinco pacientes com descolamento de retina regmatogenico sem vitreo-retinopatia proliferativa graus B ou C. A cirurgia consistiu de retinopexia com introflexao escleral obtida com segmentos de silicone solido, associada a drenagem do liquido sub-retiniano (em caso de bolsas volumosas) e aplicacao de diopexia ao redor da(s) descontinuidade(s) retiniana(s) localizada(s). Obteve-se a reacao corio-retiniana desejada com potencia de 300 a 500 microwatts e tempo de exposicao entre l e 2 segundos. Os pacientes apresentavam 20 a 60 anos de idade (media de 36,8 anos), sendo quinze pacientes do sexo masculino e dez do sexo feminino. Treze eram de cor branca, dez de cor negra e dois da raca amarela. Vinte pacientes apresentavam DR com envolvimento macular e cinco apresentavam regiao macular colada a cirurgia. Da populacao estudada, 64 por cento apresentavam historia de DR ha, no minimo, 2 meses. Dos vinte e cinco pacientes operados, vinte e quatro tiveram a retina colada no per-operatorio e um manteve a retina descolada. Tres pacientes apresentaram redescolamento no pos-operatorio (apos tempo de seguimento de 2, 3 e 4 meses, respectivamente) e necessitaram nova cirurgia devido a redescolamento pos-formacao de PVR. Desses quatro casos, um nao retomou para nova cirurgia (paciente dois) e os demais foram submetidos a vitrectomia via pars plana com retirada de membranas epi-retinianas, troca fluido-gasosa e colocacao de oleo de silicone com reposicionamento de retina em dois deles (o outro caso manteve o descolamento inferior). Assim, houve reaplicacao da retina com somente uma cirurgia em vinte e um dos vinte e cinco pacientes estudados (84 por cento) e com o segundo procedimento (vitrectomia via pars plana ) 95 por cento obtiveram reposicionamento da retina. Nenhum caso foi submetido a crioterapia ou fotocoagulacao transpupilar complementar. A adesao corio-retiniana foi obtida em todos os casos (exceto os submetidos a vitrectomia) exclusivamente com a aplicacao per-operatoria do laser transescleral. O tempo de seguimento medio foi de 10,5 meses. A acuidade visual (AV) pre-operatoria com melhor correcao foi de movimentos de mao a 201400 em dezessete pacientes. Tres pacientes apresentavam AV corrigida...(au) pt
dc.format.extent 114 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Retina pt
dc.subject Descolamento retiniano pt
dc.subject Terapia a laser pt
dc.subject Fotocoagulação a laser pt
dc.subject Recurvamento da esclera pt
dc.subject Retina en
dc.subject Retinal detachment en
dc.subject Laser therapy en
dc.subject Laser coagulation en
dc.subject Scleral Buckling en
dc.title Laser de diodo transescleral na cirurgia de deslocamento regmatogênico de retina pt
dc.title.alternative Laser of diode transcleral in the surgery of displacement retine regmatogenic en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-016861.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account