Microalbuminuria e excrecao renal de sodio, potassio e calcio em criancas e adolescentes descendentes e nao descendentes de individuos com hipertensao arterial

Microalbuminuria e excrecao renal de sodio, potassio e calcio em criancas e adolescentes descendentes e nao descendentes de individuos com hipertensao arterial

Título alternativo Nicroalbuminuria and renal excretion of sodium, potassium and calcium in children and adolescents offspring and non offspring from hypertensive parents
Autor Salgado, Claudia Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Existem inumeras evidencias de que alteracoes no metabolismo ou na funcao renal podem ser responsaveis pelo desenvolvimento da hipertensao arterial essencial, Esse trabalho investiga possiveis alteracoes renais envolvidas na fisiopatologia da hipertensao arterial e suas complicacoes. Foram analisadas 40 criancas e adolescentes descendentes de pais com hipertensao arterial (DH), com idade entre 6 e 14 anos, comparando-os com 20 controles nao descendentes de hipertensos (NDH). Excluindo-se os obesos, ambos os grupos foram estatisticamente semelhantes quanto a idade, ao sexo, a raca, as medidas antropometricas e a pressao arterial. Trinta e tres descendentes de pais hipertensos nao obesos apresentaram niveis de microalbuminuria em urina de 24 horas maiores do que os nao descendentes de hipertensos (media n desvio-padrao de 4,44 n 2,87 e 1,62nO,88 mg/min, respectivamente p<O,OOI).A microalbuminuria foi maior nos descendentes de hipertensos nao brancos do que nos brancos (media n desvio-padrao de 5,66 n 2,62 e 3,69 n 2,72 mg/min, respectivamente p = O,029). A fracao de excrecao de sodio, potassio e calcio e o sodio e o potassio em urina de 24 horas foram iguais nos dois grupos, mas foi observada correlacao positiva entre a pressao sistolica e o sodio em urina de 24 horas (r = O,58 I; p < O,OOI), a fracao de excrecao de sodio (r = O,596; p < O,OOI), a relacao sodio/potassio em urina de 24 horas (r=O,585- p < O,OOI) apenas nos DH. Correlacao semelhante foi notada entre a pressao diastolica e o sodio em urina de 24 horas, a fracao de excrecao de sodio, a relacao sodio/potassio em urina de 24 horas nos DH. Nenhuma correlacao entre estas variaveis foi encontrada nos NDH, A pesquisa conclui que existem diferencas no metabolismo e na funcao renal entre os descendentes e os nao descendentes de pais com hipertensao arterial, presentes precocemente na infancia mesmo em pacientes com pressao arterial normal, o que pode se constituir em fator de risco para desenvolvimento da hipertensao arterial e suas complicacoes
Palavra-chave Hipertensão
Sódio
Potássio
Cálcio
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 134 p. tabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 134 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17047

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta