Ferro, cobre e zinco em adolescentes no estirao pubertario

Mostrar registro simples

dc.contributor.author Urbano, Marcia Regina Donatoni [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:01:10Z
dc.date.available 2015-12-06T23:01:10Z
dc.date.issued 2000
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2000. 101 p. ilustab.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16994
dc.description.abstract Objetivo: verificar o estado nutricional ao ferro, cobre e zinco em adolescentes durante o estirao pubertario. Casuistica: Adolescentes (48) no estirao pubertario atendidos no Ambulatorio de Adolescencia Clinica do NUNADI. Metodos: Recordatorio de 24 horas, de Frequencia Alimentar e o de Registro Alimentar de quatro dias para determinar a inGestão dietetica de ferro, cobre e zinco, calculado pelo programa Virtual Nutri. indice de Massa Corporal (IMC) para avaliar a antropometria. Kit in Vitro Diagnostica e espectrofotometria de absorcao atomica para avaliacao bioquimica de ferro, cobre e zinco sericos. Coeficiente de correlacao de Spearman para analise estatistica. Resultados: InGestão adequada de: ferro (95 por cento e 35 por cento), cobre (53 por cento e 59 por cento) e zinco (21 por cento e 21 por cento) nos sexos masculino e feminino, respectivamente. A maioria dos adolescentes sao eutroficos segundo os percentis do IMC (5-85). Bioquimicamente, os rapazes apresentam valores normais para ferro e zinco sericos em IOO por cento da amostra e para cobre em 95 por cento da amostra. As mocas apresentam valores normais para ferro e cobre em 96,5 por cento e para zinco em IOO por cento da amostra. Nao ha correlacao estatisticamente significante entre IMC e concentracao serica de Fe, Cu e Zn e entre concentracao serica e inGestão dietetica dos minerais estudados. Conclusoes: Pelos parametros bioquimicas utilizados, os adolescentes avaliados nao apresentam defiCiência no estado nutricional relativo ao ferro e ao zinco. A concentracao de cobre esta deficiente em 5 por cento da amostra do sexo feminino, e encontra-se em estado nutricional marginal em 3,5 por cento da amostra do sexo masculino. Os niveis sericos normais de Fe, Cu e Zn na maioria dos adolescentes avaliados podem estar refletindo a habilidade do organismo em fazer ajustes homeostaticos pt
dc.format.extent 101 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Ferro pt
dc.subject Cobre pt
dc.subject Zinco pt
dc.subject Adolescente pt
dc.title Ferro, cobre e zinco em adolescentes no estirao pubertario pt
dc.title.alternative Iron, copper and zinc in adolescents in the puberty sprut en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-016771.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples