Estudo corte transversal e qualitativo de manifestacoes psicopatologicas nao especificas em Vila Mariana, municipio de São Paulo

Estudo corte transversal e qualitativo de manifestacoes psicopatologicas nao especificas em Vila Mariana, municipio de São Paulo

Título alternativo Cross-sectional and quantitative study on non-especific psychopathological manifestations in an urban area of São Paulo's city
Autor Solymos, Gisela Maria Bernardes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As manifestacoes psicopatologicas nao especificas (MPNE) apresentam uma prevalencia media de 25 por cento na populacao norte-americana, sendo maior em mulheres (30 por cento) e populacao de baixa renda (36,4 por cento). No Brasil, alguns estudos tem indicado uma prevalencia que vai de 19 por cento, na cidade de São Paulo, a 34,1 por cento em Brasilia. As MPNE tambem estao associadas a situacoes de etresse, experiencias de guerra ou exposicao a outras adversidades; doencas fisicas e mentais, especialmente exacerbando o prejuizo e o sofrimento que as acompanham; escolaridade; e situacao de trabalho. Algumas hipoteses foram elaboradas para compreender o que essas manifestacoes representam, mas nenhum estudo sistematico foi realizado para responder a essa questao. O presente trabalho teve por objetivo investigar as associacoes das MPNE com variaveis socioeconomicas e demograficas, condicoes de bem estar e Saúde em amostras da populacao geral que habita na regiao do municipio de São Paulo atendida pelo Centro de Saúde Vila Mariana. Experiencias pessoais de vida foram coletadas junto a uma sub-amostra, atraves de entrevistas abertas. Nesse estudo corte transversal, nos entrevistamos uma amostra randomica de 05 sujeitos da comunidade, maiores de 15 anos e distribuidos em tres categorias socioeconomicas (alta, media e baixa); uma sub-amostra de 28 pessoas relatou suas experiencias vividas associadas as respostas dadas ao questionario. Os instrumentos utilizados foram Questionario Socioeconomico e Condicoes de Vida (Doenca Referida), questionario de Morbidade Psiquiatrica do Adulto (QMPA), Escala de Bem Estar Subjetivo (SUBI) e entrevista aberta gravada. A analise dos dados deu-se em cinco tapas: 1) caracterizacao demografica e socioeconomica da amostra estudada por sexo; 2) caracterizacao socioeconomica e demografica das manifestacoes psicopatologicas nao especificas (MPNE), segundo os fatores ansiedade e depressao; 3) investigacao da associacao entre MPNE e escores de bem estar subjetivo; 4) identificacao das variaveis independentes preditivas dos componentes de ansiedade e depressao (regressao logistica); 5) analise fenomenologica das entrevistas abertas e delineamento da estrutura da experiencia vivida dos relatos. As variaveis preditivas (associacao positiva) dos componentes estudados do QMPA foram: a) para ansiedade: ter baixo nivel socioeconomico, ser mulher, ter tres ou mais filhos; e b) para depressao: ter de ...(au)
Palavra-chave Transtornos Mentais/psicologia
Existencialismo
Saúde Mental
Psicopatologia
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 359 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 359 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16989

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta