Estudo ultra-sonográfico, histerossonográfico, histeroscópico e anatomopatológico da cavidade uterina de mulheres na pós-menopausa

Estudo ultra-sonográfico, histerossonográfico, histeroscópico e anatomopatológico da cavidade uterina de mulheres na pós-menopausa

Título alternativo Ultrasonographic, hysterossonographic, hysterocopic and anatomopatologic study of uterine cavity of women postmenopausal
Autor Accorsi Neto, Alfeu Cornelio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Goncalves, Wagner Jose Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo No Setor de Climaterio da Disciplina de Ginecologia da Faculdade de Medicina de Catanduva e no Setor de Oncocirurgla da Disciplina de Ginecologia da Universidade Federal de São Paulo- Escola Paulista de Medicina, realizou-se o estudo em 58 mulheres na pos-menopausa com vistas a avaliacao do endometrio e da cavidade uterina. Efetuaram-se ananmese, exame fisico e ginecologico, e a seguir, a ultrasonografia transvaginal com medida da espessura do eco endometrial. Em toda paciente, com esta espessura maior ou igual a quatro milimetros, procederam-se aos exames de histerossonografia, histeroscopia e biopsia endometrial dirigida. Observaram-se 40 casos (68,9 por cento)de alteracoes endometriais e 18 (31,1 por cento) de endometrio atrofico. Encontram-se polipo em 30 casos (51,7 por cento), hiperplasia sem atipia em 5 (8,6 por cento), adenocarcinoma em 2 (3,4 por cento), mioma submucoso em 2 (3,4 por cento) e endometrio proliferativo em 1 (1,8 por cento) caso. Confrontaram-se o resultado dos exames de histerossonografia com o da biopsia do endometrio. A histerossonografia detectou 51 (87,9 por cento) cavidades com alteracoes e 7 (l2,1 por cento) sem alteracao com sensibilidade de 97,5 por cento e especificidade de 33,3 por cento. A porcentagem de pacientes com alteracao endometrial, quando da histerossonografia anormal, foi de 76,4 por cento e o endometrio atrofico, quando da histerossonografia normal , foi de 85,78 por cento. Ao confrontarem-se os resultados dos exames de histerossonografia e de histeroscopia, verificou-se boa concordancia entre os metodos. Conclui-se que, na avaliacao da cavidade uterina de pacientes com eco endometrial maior ou igual a quatro milimetros pela ultra-sonografia transvaginal, a histerossonografia e metodo capaz de ampliar a visibilizacao da cavidade uterina e melhorar o diagnostico. Pode, ainda, melhorar o processo de triagem pre-operatoria para aquelas que precisam ser operadas
Palavra-chave Endométrio
Ultrassonografia/métodos
Histeroscopia
Pós-menopausa
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 96 p. tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 96 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16953

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta