Placa em ponte e haste intramedular bloqueada: estudo comparativo no tratamento de fraturas multifragmentarias da diáfise do fêmur

Placa em ponte e haste intramedular bloqueada: estudo comparativo no tratamento de fraturas multifragmentarias da diáfise do fêmur

Título alternativo Bridge plates and interlock nails: comparative study multifragmentary femoral shft fractures
Autor Fernandes, Helio Jorge Alvachian Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Reis, Fernando Baldy dos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo No periodo compreendido entre marco de 1990 e junho de 1999 foram comparados dois metodos de tratamento para fraturas multifragmentarias de femur: haste intramedular bloqueada (haste FMRP) e placa em ponte. Das 124 fraturas, dos 119 pacientes, em 62 fraturas utilizou-se haste intramedular bloqueada e nas outras 62, placa em ponte. Todas as fraturas foram do tipo B e C(classificacao AO). A consolidacao clinica e radiografica ocorreu em 93,5, por cento das fraturas tratadas com haste intramedular bloqueada e em 95,1 por cento das tratadas com placa em ponte. Em quatro fraturas operadas com hastes e tres operadas com placas, houve necessidade de procedimento cirurgico complementar. Apos segundo procedimento todas as fraturas consolidaram, em media 17,1 semanas no grupo operado com hastes e, 13,1 semanas, no grupo operado com placas. Nao houve caso de infeccao. Um paciente apresentou deformidade em rotacao medial de 15§. Nao foram observadas diferencas estatisticamente significantes entre o tempo de consolidacao das fraturas nos tipos B e C, tratadas com placa em ponte. A consolidacao das fraturas tratadas com placa em ponte ocorreu 4 semanas antes do que as do tipo C tratadas com haste intramedular bloqueada. Em relacao a limitacao da movimentacao do joelho, apesar de os pacientes terem sido submetidos a cirurgia apos longo periodo (placa em ponte: 7,7 dias l haste intramedular bloqueada: 9,1 dias), nao foi observada diferenca estatisticamente significante. Ambos os metodos apresentaram bons e excelentes resultados clinicos (metodo de avaliacao de Thorensen) com alta taxa de consolidacao e baixos indices de complicacoes. Os resultados foram semelhantes aos dos metodos de tratamento que necessitam aparelhagem mais sofisticada. A haste FMRP e a placa em ponte tem baixo custo operacional, possibilitam a eliminacao e intensificadores de imagem e mesa ortopedica
Palavra-chave Fixação intramedular de fraturas
Fraturas do fêmur
Placas ósseas
Diáfises
Fraturas cominutivas
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 155 p. ilustabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 155 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16918

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta