Prevalência de diabetes mellitus: diferenças de gênero e igualdade entre os sexos

Prevalência de diabetes mellitus: diferenças de gênero e igualdade entre os sexos

Título alternativo Prevalence of diabetes mellitus: gender differences and sex equalities
Autor Goldenberg, Paulete Autor UNIFESP Google Scholar
Schenkman, Simone Autor UNIFESP Google Scholar
Franco, Laercio Joel Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo The aim of this study is to characterize the prevalence of Diabetes Mellitus (DM) in São Paulo, according to social and gender differences, particularly in a second stage household survey conducted in nine Brazilian capitals (Multicenter study on the prevalence of DM in São Paulo). This survey consisted of a first phase based on fasting capillary glucose levels (FCG) measured in 2,007 individuals with ages ranging from 30 to 69 years, and a second phase carried out in all individuals with FCG &sup3; 100mg/dl and in a sub-sample of 1/6 of those individuals with FCG < 100mg/dl. After expanding the results from the sub-sample to the original sample, with adequate corrections, the previously and newly diagnosed diabetes were analyzed in relation to age, gender, occupation, education, origin and distribution in areas The hypothesis tested is that newly diagnosed DM would be more prevalent in the male population and less privileged strata, as a result of active surveillance. The elevated proportion of disease, detected as a result of active surveillance was confirmed, reflecting the social and gender differentials leading to the detection of the disease. The analysis of results emphasized the need of conducting specific studies dealing with distinct risk situations, such as obesity, in relation to disease prevention.

O presente estudo tem como propósito caracterizar a prevalência de Diabetes Mellitus (DM) em São Paulo, segundo diferenciais sociais e de gênero, constituindo um desdobramento do inquérito domiciliar realizado em nove capitais brasileiras (Estudo Multicêntrico de Prevalência de Diabetes Mellitus no Brasil). Este levantamento envolveu duas etapas de investigação: numa primeira fase, foi rastreada a glicemia capilar de jejum (GCJ) em 2.007 indivíduos, na faixa etária de 30 a 69 anos; numa segunda fase, foi realizada a determinação da glicemia capilar após 2 horas de sobrecarga com 75g de glicose em todos os indivíduos com GCJ maior ou igual a 100mg/dl e em 1/6 dos indivíduos com GCJ menor que 100mg/dl. Realizada a expansão dos resultados obtidos na segunda fase da investigação para a amostra original, foram estudadas as prevalências de DM pré e recém diagnosticados, relacionando-as com idade, sexo, ocupação, escolaridade, naturalidade, bem como com a distribuição por área. Ancorada na oposição e complementaridade das relações de gênero, a presente proposta se organiza norteada pela hipótese de que o DM recém-diagnosticado aumentaria na população masculina e nos segmentos mais pobres da população, diante da busca ativa, como contraponto dos resultados referenciados ao DM pré- diagnosticado ou auto-referido. Os resultados encontrados confirmaram as referidas hipóteses, ressaltando o desaparecimento das diferenças entre os sexos. A elevada proporção da doença decorrente da busca ativa, duplicando a prevalência observada entre os pré-diagnosticados, chamou a atenção para a relevância da consideração socialmente diferenciada na detecção dos novos casos. A identificação de diversificadas injunções sociais junto às populações masculina e feminina, associadas à ocorrência do diabetes, reforçaram a necessidade da realização de estudos específicos sobre a obesidade, com vistas à melhor compreensão das situações de risco e prevenção da doença.
Palavra-chave Diabetes Mellitus
Household survey
Prevalence. Social conditions
Gender
Diabetes Mellitus
Inquérito domiciliar
Prevalência
Condições sociais
Gênero
Idioma Português
Data de publicação 2003-04-01
Publicado em Revista Brasileira de Epidemiologia. Associação Brasileira de Saúde Coletiva, v. 6, n. 1, p. 18-28, 2003.
ISSN 1415-790X (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Extensão 18-28
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2003000100004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1415-790X2003000100004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1689

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1415-790X2003000100004.pdf
Tamanho: 85.11KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta