Analise critica das equacoes desenvolvidas por cahalin e colaboradores e pela American College of Sports Medicine para predizer o consumo de oxigenio em pacientes portadores de doenca pulmonar obstrutiva cronica. Proposta de novas equacoes

Analise critica das equacoes desenvolvidas por cahalin e colaboradores e pela American College of Sports Medicine para predizer o consumo de oxigenio em pacientes portadores de doenca pulmonar obstrutiva cronica. Proposta de novas equacoes

Título alternativo The critical analysis of cahalin and ACSM for prediction of maximal oxygen consumption in patients with chronic obstrutive pulmonary disease. Proposition for new equations
Autor Dal Corso, Simone Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução - O equipamento necessario para avaliar diretamente o consumo de oxigenio (VO2) tem custo financeiro elevado e requer pessoal altamente treinado. Como recurso alternativo, tem-se estimado O VO2 a partir de equacoes derivadas de modelos de regressao multipla, em que a combinacao de diferentes variaveis fisiologicas permitem predizer O VO2- Objetivos - Analisar se as equacoes propostas por Cahalin e col. (equacoes 1, 2 e 3), para pneumopatas em fase avancada da doenca e pela American College of Sports Medicine (ACSM; equacao 4), para individuos normais, sao capazes de predizer O VO2, em pacientes portadores de doenca pulmonar obstrutiva cronica (DPOC); testar, em modelo de regressao multipla, parametros espirometricos, antropometricos, gasometricos, do teste da caminhada de seis minutos (distancia caminhada e variaveis cardiovasculares) e de forca muscular respiratoria, para predizer O VO2. Casuistica e Metodos - Foram estudados 67 pacientes, adultos, do sexo masculino (media de idade de 67 n 8,1 anos), com obstrucao moderada (VEF, 45 n 14,3 por cento) e limitacao moderada para grave da capacidade fisica (VO2 = 12,5 n 4,1 mlIkgImin). Todos pacientes foram avaliados quanto a: antropometria, espirometria, gasometria arterial, medida das pressoes respiratorias maximas e submetidos ao teste da caminhada de seis minutos e ao teste de exercicio cardiopulmonar maximo para obtencao do VO2 no pico de exercicio. Este parametro foi utilizado como variavel dependente e testado em modelo de regressao simples, com variaveis independentes como: idade, peso, altura, indice de massa corporea (IMC), volume expiratorio forcado no primeiro segundo (VEF,, por cento), capacidade vital forcada (CVF, por cento), VEF,/CVF, ventilacao voluntaria maxima (WM), pressao parcial de oxigenio (PaO2), pressao parcial de gas carbonico (PaCO2), saturacao arterial de oxigenio (SaO2), pressao inspiratoria maxima (Pimax), pressao expiratoria maxima (PEmax), distancia caminhada em seis minutos, saturacao da hemoglobina por oxigenio de pulso durante a caminhada, frequencia respiratoria, frequencia cardiaca e duplo produto. Utilizamos o modelo de regressao linear multipla para correlacionar O VO2 com o conjunto de variaveis selecionadas, previamente, na analise de regressao simples. Para as variaveis independentes persistirem na equacao final, elas deveriam apresentar uma significancia menor que O, l 0. Resultados - Constatamos que houve uma correlacao...(au)
Palavra-chave Pneumopatias Obstrutivas
Consumo de Oxigênio
Exercício
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 161 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 161 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16692

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta