Óbito fetal em microrregião de Minas Gerais: causas e fatores associados

Óbito fetal em microrregião de Minas Gerais: causas e fatores associados

Título alternativo Stillbirth in a microrregion of Minas Gerais State: causes and associated factors
Autor Nurdan, Nestor Autor UNIFESP Google Scholar
Mattar, Rosiane Autor UNIFESP Google Scholar
Camano, Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: to study the causes and associated factors of fetal death. METHODS: epidemiological descriptive study, composed of 190 cases of fetal loss amongst 11,825 pregnant women that gave birth at the two only hospitals (Casa de Saúde Divino Espírito Santo and Hospital Nossa Senhora Auxiliadora) of Caratinga City, in the State of Minas Gerais, Brazil, in the period from January 1, 1995 to April 30, 2000. The variables were the number of pregnancies, the timing of the pregnant women at the time of hospitalization, the occurrence of fetal death in relation to delivery and the cause of fetal death. Since there were no comparative groups, tables, percentages and arithmetical means were applied, following the guidelines of the Course of Statistics, of the Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). RESULTS: among the 189 pregnant women with fetal death, 77 were primigravidal and 76 had already been pregnant 2 to 5 times. The gestational age in 113 women was from 20 to 37 weeks. In relation to parturition, the fetal loss occurred during the antepartum period in 164 of 190 dead fetuses. The most frequently noticed death causes were: abruptio placentae in 35 cases, fetal anomaly in 12 cases, and hypertension syndrome in 8 cases. Nervertheless, there was no explanation for the etiology of 117 cases of fetal death. CONCLUSION: stillbirth has frequently been observed among the primigravidae (40.74%), in preterm period (59.79%), and in the antepartum period (86.31%). Among fetal death causes, the most frequent was a abruptio placentae (18.42%), and in 61.57% of the cases the fetal death could not be explained.

OBJETIVOS: estudar as causas e fatores associados ao óbito fetal. MÉTODOS: estudo epidemiológico descritivo, que incluiu 190 casos de perdas fetais entre 11.825 gestantes que parturiram nos dois únicos hospitais (Casa de Saúde Divino Espírito Santo e Hospital Nossa Senhora Auxiliadora) de Caratinga, MG, no período de 1º de janeiro de 1995 a 30 de abril de 2000. As variáveis investigadas foram: o número de gestações, a idade gestacional no momento da internação hospitalar, a época de ocorrência do decesso fetal em relação ao parto e a causa do óbito fetal. Não havendo grupo controle comparativo, utilizou-se estatística descritiva com tabelas, porcentagens e médias aritméticas. RESULTADOS: dentre as 189 gestantes com morte fetal, 77 eram primigestas e 76 tinham entre 2 e 5 gestações. A idade gestacional variou de 20 a 37 semanas. Em relação ao parto, a perda fetal ocorreu no período anteparto em 164 dos 190 casos. As causas mais freqüentes encontradas para a morte foram: DPP em 35, anomalia fetal em 12 e síndrome hipertensiva em 8 casos. Todavia, em 117 conceptos não foi possível esclarecer a etiologia do óbito. CONCLUSÕES: a morte fetal esteve presente notadamente nas primigestas (40,74%) internadas no pré-termo (59,79%), e ocorreram no período anteparto (86,31%). Dentre as causas de morte fetal, a mais encontradiça foi o DPP (18,42%) e em 61,57% dos casos ela não pôde ser determinada.
Palavra-chave Fetal death
Abruptio placentae
Fetal anomaly
Hypertension
Óbito fetal
Descolamento prematuro da placenta
Malformações fetais
Hipertensão
Idioma Português
Data de publicação 2003-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 25, n. 2, p. 103-107, 2003.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 103-107
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032003000200005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032003000200005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1668

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72032003000200005.pdf
Tamanho: 232.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta