Caracterizacao de antigenos especificos de Leishmania (Viannia) braziliensis reconhecidos por anticorpos monoclonais

Caracterizacao de antigenos especificos de Leishmania (Viannia) braziliensis reconhecidos por anticorpos monoclonais

Título alternativo Chatacterization of specific antigens of Leishmania (Viannia) braziliensis recognized by monpclonal antibodies
Autor Silveira, Thais Gomes Verzignassi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Foram produzidos anticorpos monoclonais que reconhecem promastigotas de L. (V.) braziliensis, denominados SST-1, SST-2, SST-3 e SST-4. Estes MoAbs foram analisados juntamente com os MoAbs ST-3, ST-4 e ST-5 (STRAUS et ai., 1993) quanto a reatividade com L. (V.) braziliensis, por tecnicas de, radioimunoensaio em fase solida, imunofluorescencia indireta e Western blotting imunocoloracao de HPTLC. Em L. (V.) braziliensis os MoAbs SST-1, ST-3 e ST-5 reconhecem glicolipideos. Por imunofluorescencia indireta verificou-se que os antigenos reconhecidos estao localizados na superficie do promastigota, e por imunoeletromicroscopia observa-se marcacao de superficie em forma de patches. O MoAb SST-1 reconhece glicolipideos de promastigotas de L. (V.) braziliensis (serodemas l a 7), L. (V.) naiffi e L. (V.) guyanensis. Nao foram detectados glicolipideos reconhecidos pelo MoAb SST-1 em amastigotas de L. (V.) braziiiensis, em promastigotas de L. (V.) panamensis e L. (V.) lainsoni, em amastigotas e promastigotas de L. (L.) amazonensis, L. (L.) major e L. (L.) chagasi e epimastigotas de T. cruzi. Os MoAbs ST-3 e ST-5 sao tambem reativos com formas promastigotas de L. (V.) braziliensis, reconhecendo componentes glicolipidicos distintos daqueles reconhecidos pelo MoAb SST-1. A importancia dos epitopos reconhecidos pelos MoAbs SST-1, ST-3 e ST-5 para a infectividade do parasita foi analisada em cultura de macrofagos infectados com promastigotas de L. (V.) braziliensis. Somente os fragmentos Fab dos MoAbs ST-3 e ST-5 inibiram significativamente a infeccao dos macrofagos, corroborando a importancia dos epitopos Galb1-3Gal na interacao parasita-macrofago. Por outro lado, o epitopo reconhecido pelo MoAb SST-1 parece nao estar envolvido nesta interacao. O MoAb SST-2 reconhece um doublet de 24-28kDa e um componente de 72kDa, cujo epitopo e conformacional. Verificou-se alta marcacao por imunofluorescencia e por imunoeletromicroscopia de toda superficie do parasita O MoAb SST-3 reconhece um triplet de natureza glicoproteica, de 160, 170 e 180 kDa cuja reatividade e abolida por tratamento com m-periodato, indicando que o epitopo e carboidrato. Por imunofluorescencia e imunoeletromicroscopia observa-se marcacao restrita a membrana do flagelo do parasita...(au)
Palavra-chave Leishmania braziliensis
Glicolipídeos
Anticorpos Monoclonais
Glicoproteínas
Antígenos
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 166 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 166 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16652

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta