Micobactérias isoladas de especimens de sangue e aspirados de medula óssea coletados de pacientes atendidos em três centros de referência para AIDS no Estado de São Paulo

Micobactérias isoladas de especimens de sangue e aspirados de medula óssea coletados de pacientes atendidos em três centros de referência para AIDS no Estado de São Paulo

Título alternativo Mycobacteria isolated from blood and/or marrow aspirates collected of patients attended at three aids reference centers in São Paulo State
Autor Hadad, David Jamil Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pignatari, Antonio Carlos Campos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Foram analisadas, retrospectivamente, 272 (l4,4O/o) cepas de micobacterias isoladas de I.892 especimens de sangue e oito (9,4/o) de 85 aspirados de medula ossea, coletados de pacientes infectados pelo MV, com base na suspeita de doenca disseminada por micobacterias, atendidos no Centro de Referencia e Treinamento de Doencas Sexualmente Transmissiveis e AIDS (CRT DST/AIDS) e no Hospital São Paulo (HSP), cidade de São Paulo, e no Centro de Referencia de AIDS de Santos (CRASantos) entre 17 de Julho de 1995 e 31 de Agosto de 1998. Todos esses especimens foram inoculados nos frascos BACTEC l3A Medium e lidos pelo sistema BACTEC 460 TB (Becton Dickinson Diagnostic Instrument Systems, Sparks, Maryland) durante 12 semanas. Entre os 1.032 pacientes, dos quais foram coletados os especimens de sangue, foram diagnosticados 179 (l7,3 por cento) casos de micobacteremias: 65 (6,2 por cento) pelo M tuberculosis, 85 (8,2 por cento) pelo MAC, 10 (1,O por cento) por MNT e 20 (1,9 por cento) por Mycobacterium sp. O numero de casos de micobacteremias reduziu significativamente a partir de 1997, provavelmente devido a dispensacao gratuita das drogas anti-retrovirais inibidoras da protease a partir de Dezembro de 1996: 49 casos em 1995; 85 em 1996; 31 em 1997 e 14 em 1998. No CRT DST/AIDS-SP e no CRA-Santos, os casos de bacteremia pelo MAC predominaram sobre aqueles pelo M. tuberculosis, em contraste com o inverso observado no HSP. Isso e provavelmente explicado pelas diferencas nos numeros de pacientes anbulatoriais e hospitalizados entre essas instituicoes. Com base nas taxas de concordancia de 92,3 por cento e de discordancia de 7,7 por cento para micobacterias entre os resultados de duas ou mais hemoculturas, cujos especimens foram coletados no mesmo dia, recomendamos a coleta de um unico especimen de sangue de cada paciente infectado pelo IUV suspeito de doenca disseminada por micobacterias. Os 179 casos de micobacteretnias, analisados quanto aos seus intervalos para positividade, apresentaram valores de media, mediana, minimo e maximo de 26,3; 19; 3 e 111 dias, respectivamente. Os casos de bacteremia pelo M. tuberculosis e os casos pelo MAC apresentaram valores de media e mediana de 34 e 29; 18 e 14 dias, respectivamente. Entre os 81 pacientes, submetidos as coletas dos aspirados de medula ossea, foram diagnosticados quatro (4,9 por cento) casos de tuberculose disseminada, dois (2,5 por cento) pelo MAC, um (1,2 por cento) por MNT ...(au)
Palavra-chave Micobactéria
Sangue
Medula óssea
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 111 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 111 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16638

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta