Contribuição ao estudo da morfologia do pavilhão, da porção tubária e da porção uterina do oviduto de cascavel (Crotalus durissus terrificus, Linnaeus, 1758)

Contribuição ao estudo da morfologia do pavilhão, da porção tubária e da porção uterina do oviduto de cascavel (Crotalus durissus terrificus, Linnaeus, 1758)

Título alternativo Contribuition as study of pavilion, tubary portion and uterine portion of oviduct of rattlesnake(Crotalus durissus terrificus, Linnaeus, 1758)
Autor Pardi, Paulo Celso Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Simões, Manuel de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O estudo do aparelho reprodutor na maioria das especies constitui-se em uma fonte inesgotavel de observacoes, que muito tem contribuido para a compreensao dos fenomenos anatomo-fisiologicos de interesse ao homem e da melhora para sua qualidade de vida. O aparelho reprodutor de cascavel, chamou-nos a atencao pela complexidade e pelas carateristicas particulares deste animal no que diz respeito a sua reproducao, devendo ser mencionado que a cascavel se distribui de forma bastante seletiva em nosso pais, habitando regioes especificas e sendo de dificil manuseio. Para o estudo foram utilizadas 10 cascaveis do Serpentario da Universidade de Alfenas , anestesiadas por inalacao de CO2 e manipuladas na regiao caudal para identificacao do sexo. Para o estudo morfologico do pavilhao, da porcao uterina e da porcao tubaria e fragmentos destas regioes foram submetidos a tecnicas histologicas de rotina do Laboratorio de Microscopia do UNILUS e posteriormente corados pelas seguintes tecnicas: hematoxilina e eosina (H.E.), policromio de Castro e Camargo e pela fucsina-resorcina de Weigert. Os mesmos fragmentos foram tambem submetidos a tecnicas histoquimicas pelos metodo de PAS e pela coloracao indicativa pelo Alcian Blue em pH 2,5 e em pH 1,0. Para a microscopia eletronica de transmissao, os fragmentos foram submetidos as tecnicas de rotina do Laboratorio de Microscopia Eletronica da Disciplina de Histologia da UNIFESP- EPM. Os resultados demonstraram que as regioes do pavilhao e da porcao tubaria apresentaram a mesma estrutura histologica, constituida por uma mucosa, uma muscular e uma serosa. Histologicamente a mucosa destas regioes e constituida por um epitelio colunar simples, mostrando uma lamina propria bastante desenvolvida. Foi observado uma grande concentracao de fibras colagenas , duas camadas de musculo e uma serosa constituida por epitelio pavimentoso simples. Pela coloracao de fucsina-resorcina de Weigert, foram identificadas fibras elasticas. A porcao uterina mostra, em pequeno aumento uma parede desenvolvida e rica em fibras colagenas. A mucosa esta representada por um epitelio cubico simples. Podemos ainda observar uma riqueza de celulas na lamina propria alem de diversos capilares. A regiao uterina em relacao a coloracao pela fucsina-resorcina de Weigert, tambem indicou a presenca de fibras elasticas. Em nivel da microscopia eletronica de transmissao, as regioes do pavilhao e da porcao tubaria sao semelhantes...(au)
Palavra-chave Tubas uterinas/anatomia & histologia
Tubas uterinas/ultraestrutura
Histocitoquímica
Idioma Português
Data de publicação 2000
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2000. 72 p. ilus.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 72 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16614

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta