Utilidade de hemoculturas por lise-centrifugao no diagnóstico de infecções em pacientes com aids

Utilidade de hemoculturas por lise-centrifugao no diagnóstico de infecções em pacientes com aids

Título alternativo Usefulness of blood cultures based on lysis-centrifugation for diagnosis of infections in aids patients
Autor Rosas, Robert Fabian Crespo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Colombo, Arnaldo Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Doencas oportunisticas que acometem pacientes com AIDS frequentemente sao disseminadas e alcancam a corrente sanguinea. Desta forma, sistemas aprimorados de hemoculturas sao recursos importantes para a investigacao de sindromes infecciosas nestes pacientes. O sistema comercial Isolator de lise-centrifugacao nos parece bastante promissor no diagnostico de infeccao de corrente sanguinea em AIDS, por apresentar bom rendimento na recuperacao de patogenos intracelulares. Neste estudo, foram incluidos sistematicamente pacientes com AIDS, com idade maior ou igual a 13 anos, contagem de linfocitos T CD4+ menor ou igual a 200 celulas/mL e quadro de febre (38ºC) por 3 dias ou mais. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a incidencia de infeccao na corrente sanguinea (ICS) em pacientes com AIDS, determinar as especies de microrganismos mais prevalentes e avaliar a performance do sistema Isolator no diagnostico de ICS. No periodo de O1 de Agosto de 1997 a 30 de Abril de 1999, foram incluidos 111 pacientes com 132 episodios de infeccao, distribuidos em 75 do sexo masculino e 36 do sexo feminino, media de idade de 36 anos (mediana de 33) e media de linfocitos T CD4+ de 64 celulas/mL. (mediana de 48), selecionados entre aqueles atendidos nas clinicas de doencas infecciosas de 3 hospitais de ensino em São Paulo. Em cada episodio febril 1 par de hemoculturas foram colhidas por veia periferica no sistema Isolator, sendo o produto deste processamento semeado em diferentes meios para bacterias, micobacterias e fungos. O indice de positividade geral obtido foi de 46,8 por cento, sendo que 37 por cento das hemoculturas positivas corresponderam a agentes considerados patogenos e 9,8 por cento a contaminantes, entre estes ultimos houve predominio de S. coagulase negativo. Entre os agentes identificados como patogenos podemos citar os gram-positivos em primeiro lugar, com 47,3 por cento dos isolamentos (predominio de S. aureus), os fungos com 21,8 por cento dos isolamentos (predominio de Candida spp.), os gram-negativos com 18,2 por cento dos isolamentos (predominio de P. mirabilis) e as micobacterias com 12,7 por cento dos isolamentos. As medianas de tempo necessarias para deteccao de crescimento foram de dois dias para bacterias gram-positivas e gram-negativas, sete dias para Candida spp. e Cryptococcus spp., 14 dias para H. capsulatum e 28 dias para micobacterias. A performance do Isolator como metodo diagnostico foi satisfatoria (37 por cento)...(au)
Palavra-chave Síndrome de imunodeficiência adquirida
Fungemia
Bacteriemia
Infecções por mycobacterium
Meios de cultura
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 120 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 120 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16556

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta