Efeitos metabolicos e hemodinamicos da metformina em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensao arterial essencial

Efeitos metabolicos e hemodinamicos da metformina em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensao arterial essencial

Título alternativo Metabolic and hemodinanic effects of metformin in patients with type 2 diabetes mellitus and hypertension
Autor Uehara, Marcelo Hiroshi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Devido a capacidade da metformina em melhorar a sensibilidade insulinica, este medicamento tem sido indicado em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 e hipertensao arterial, que sao estados de resistencia insulinica. Em contraste com suas acoes ja conhecidas sobre o metabolismo glicidico, seu possivel efeito anti-hipertensivo nao esta completamente esclarecido. Sao tambem limitados os dados sobre sua influencia na leptinemia. Apos um periodo de 4 semanas de tratamento com placebo, 26 individuos diabeticos hipertensos e com sobrepeso ou obesidade foram randomizados a receber metformina ou placebo por 12 semanas para avaliar os efeitos da melhora do controle glicemico sobre a pressao arterial, medida pela monitorizacao ambulatorial de 24 horas, e parametros hormonais e metabolicos. Dieta e atividade fisica foram orientadas desde a visita inicial e mantidas durante todo o periodo. Ambos os grupos nao alteraram o peso durante o estudo. Reducao na glicemia de jejum foi observada apenas no grupo tratado com metformina, embora HbAlc tenha diminuido em ambos os grupos (placebo: 6,7 n 3,0 para 5,9 n 2,6 e metformina: 5,3 n 1,5 para 4,6 n O,9 por cento, p < O,05). As pressoes arteriais medias iniciais obtidas em consultorio, que eram semelhantes entre os grupos, diminuiram apos o tratamento, porem alcancando significancia estatistica apenas no grupo metformina (lO5,7 n 8,0 para 99,2 n 9,3 mmHg, p < O,05). Nenhuma diferenca foi observada, antes e apos o tratamento, nos valores pressoricos obtidos pela monitorizacao ambulatorial, ou seja, nos periodos diurno, noturno e 24 horas. Apenas a metformina reduziu os niveis sericos de insulina (9,9 n 8,7 para 5,3 n 3,2 mU/ml, p < O,05) e o indice de resistencia a insulina (3,5 n 2,7 para 1,8 n 1,0, p < O,05). Nao foi observada nenhuma alteracao nos niveis sericos de leptina em ambos os grupos apos o tratamento (placebo: 16,8 n 7,9 para 21,4 n 14,6 e metformina: 18,5 n 10,3 para 18,4 n 8,9 ng/ml). HDL-colesterol aumentou significantemente em ambos os grupos (placebo: 44,7 n 12,7 para 50,4 n 14,0 e metformina: 49,1 n 19,9 para 56,0 n 24,4 mg/dl, p < O,05). Os grupos nao diferiram nos valores iniciais e finais de pro-insulina, aldosterona e catecolaminas sericas. Um aumento na concentracao de dopamina foi verificado apenas no grupo que recebeu metformina (90,3 n 11O,0 para 344,6 n 318,2 pg/ml, p < O,05). Reducoes na insulinemia e indice de resistencia a insulina reforcam a capacidade da...(au)
Palavra-chave Resistência à Insulina
Metformina
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 75 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16498

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta