Descricao e elucidacao molecular de duas formas de defiCiência completa da proteina ligadora da tiroxina (TBG)

Show simple item record

dc.contributor.author Carvalho, Gisah Amaral de [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:00:35Z
dc.date.available 2015-12-06T23:00:35Z
dc.date.issued 1999
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 1999. 40 p. ilus.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16447
dc.description.abstract Foram avaliados 21 pacientes braquicefalicos, com idade inferior a 10 anos, provenientes da Disciplina de Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM), no periodo de 1994 a 1998, e submetido a avaliacao pre-operatoria com tomografia computadorizada helicoidal de cranio reconstrucao tridimensional (TC3D), realizadas no Laboratorio Fleury. A idade d pacientes foi considerada no momento do exame radiologico. Treze pacientes eram d sexo feminino, e oito do masculino. O paciente mais jovem tinha 14 dias de vida e mais velho dez anos. Doze pacientes eram portadores da sindrome de Crouzon, cinco d sindrome de Apert, um apresentava a sindrome de Jackson-Weiss, e tres era braquicefalias isoladas. A base do cranio destes pacientes foi comparada com um grupo controle, estudado com TC3D, e provenientes do museu de Craniologia da Disciplina de Anatomia da UNIFESP-EPM. Nesses 63 cranios, foram estudadas sete distancias e seis angulos. Para compararmos as diferentes medidas nos dois grupos, usamos o teste de Mann-Whitney, e para compararmos as diferencas dentro do mesmo grupo, nas diferentes faixas etarias, usamos o teste de Kruskal-Wallis, complementado quando necessario, pelo teste de comparacoes multiplas. Pudemos verificar que nos pacientes com braquicefalia, a distancia interorbitaria e muito grande ao nascimento, sugerindo um quadro de hipertelorismo. Com o passar da idade esta distancia progressivamente se estabiliza igualando-se ao grupo normal. A distancia nasio-sela aumentou nos dois grupos, de maneira mais acentuada no grupo normal. O crescimento da fossa anterior do cranio nos portadores de braquicefalia, verificado atraves das distancias sela-frontal e esfenofrontal, nao demonstrou um crescimento significativo, determinando uma fossa anterior curta. A distancia bipterional foi significantemente maior no grupo de braquicefalos, desde o nascimento, demonstrando um fator compensatorio ainda intra-utero. Os resultados das medidas das distancias pteriorbitaria direita e esquerda tambem foram significantes, demonstrando que nos portadores desta malformacao, os pterios estao anteriorizados. O inverso acontece com a distancia pterigo-basio, tambem diminuida no grupo afetado, demonstrando uma posteriorizacao desta estrutura. Com estes resultados pudemos concluir que a asa do esfenoide aderida aos processos pterigoides, atuam como duas lavancas, uma de cada lado, modulando o crescimento do ...(au) pt
dc.format.extent 40 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Proteínas de Ligação a Tiroxina/deficiência pt
dc.subject Hipotireoidismo pt
dc.subject Biologia Molecular pt
dc.title Descricao e elucidacao molecular de duas formas de defiCiência completa da proteina ligadora da tiroxina (TBG) pt
dc.title.alternative Description and elucidation molecular the two forms of the complete thyroxine-binding globulin(TBG)deficiency en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-016159.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account