Estudo histomorfométrico do osso trabecular de ratas castradas após a administração de estrogênio, isolado ou associado ao progestagênio, e de tamoxifeno.

Estudo histomorfométrico do osso trabecular de ratas castradas após a administração de estrogênio, isolado ou associado ao progestagênio, e de tamoxifeno.

Título alternativo Histomorphometry study of trabecular bone in ovariectomized rats after administration of estrogen alone or associated with progestogen and tamoxifen
Autor Lima, Fábio André Souto Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Baracat, Edmund Chada Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Estudaram-se 40 ratas adultas, virgens, com aproximadamente 4 meses de vida e pesando, em media, 200 gramas. Com a finalidade de reproduzir um estado defiCiência estrogenica todos os animais foram submetidos a ovariectomia bilateral. No 4§ dia apos a castracao, foram divididos em 4 grupos, cada qual com 10 ratas: grupo I ou controle, no qual se administrou apenas o veiculo propilenoglicol, que tambem foi utilizado para administracao dos farmacos dos grupos II, III e IV; grupo II que recebeu estrogenios conjugados equinos, na dose diaria de 50 µg/rata; grupo III o qual recebeu tamoxifeno, na dose de 250 µg/rata/dia; e grupo IV o qual se tratou com a mesma dose de estrogenio do grupo I, associado continuamente ao acetato de medroxiprogesterona, na dose de 2 mg/rata/dia. Em todos os grupos os farmacos foram administrados por via oral (gavagem), no volume de O,5 ml, durante 55 dias consecutivos. Tambem foi fornecida tetraciclina por via subcutanea, na dose de 20 mg/kg de peso, nos dias 21, 20, 19, 5, 4 e 3 antes do sacrificio. Todos os animais foram anestesiados 24 horas apos a ultima dose das drogas estudadas, quando se retirou a tibia direita de cada animal, que foi totalmente limpa para exposicao do osso trabecular, o qual foi estudado pela analise histomorfometrica, utilizando-se parametros estaticos (volume trabecular, superficies reabsorvida, osteoblastica e osteoclastica, espaco trabecular e numero de trabeculas), assim como um parametro dinamico, representado pela taxa de aposicao mineral. Os resultados demonstraram que os estrogenios conjugados isolados ou associados ao acetato de medroxiprogesterona, como tambem o tamoxifeno, reduziram as taxas de remodelacao ossea, comprovada pelos menores valores das superficies reabsorvida, osteoblastica e osteoclastica em relacao ao grupo controle. Observamos, ainda, que a reposicao estrogenica isolada ou associada ao progestagenio, bem como, o tamoxifeno, determinaram maiores valores do volume trabecular e da taxa de aposicao mineral em relacao ao grupo controle. Concluimos que o tamoxifeno demonstrou atividade agonista-estrogenica no osso trabecular da tibia de ratas adultas castradas
Palavra-chave Tamoxifeno
Estrogênios conjugados (USP)
Medroxiprogesterona
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 99 p. ilus., tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 99 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16290

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta