Estudo das alteracoes microcirculatorias em criancas infectadas pelo virus da imunodefiCiência humana atraves da capilaroscopia periungeal

Estudo das alteracoes microcirculatorias em criancas infectadas pelo virus da imunodefiCiência humana atraves da capilaroscopia periungeal

Título alternativo Study of microcirculatorie alteration from humam immunodeficiency virus infected childrem between periungueal capilaroscopy
Autor Bozza, Alda Candido Torres Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Foi feito um estudo clinico, descritivo, prospectivo, do tipo transversal controlado, com a finalidade de avaliar as caracteristicas morfologicas dos capilares periungueais de criancas infectadas pelo virus da imunodefiCiência humana (HIV), no qual se comparou o exame capilaroscopico de 61 criancas infectadas com o HIV, tendo idades variando entre 2 e 13 anos com o exame capilaroscopico realizado em um grupo controle de 33 criancas assintomaticas, soronegativas para o HIV e na mesma faixa etaria. A capilaroscopia da regiao periungueal foi realizada por videomicroscopia o que permitiu a direta visualizacao dos capilares cutaneos atraves do emprego de um microscopio, com iluminacao por fibra optica, acoplado a uma camera e registrador de video, trazendo vantagens adicionais. Os nossos resultados mostraram que o edema intersticial ocorreu em 56 por cento dos infectados pelo HIV variando de um grau leve a intenso e nos controles quando presente (l8 por cento) so o foi em grau moderado. Trechos avasculizados, denominados de praias desertas ocorreram em 17 por cento dos individuos do grupo HIV e em so l grupo controle o que foi altamente significante. Alteracoes morfologicas importantes foram observadas no grupo de criancas infectadas pelo HIV estando presente em 36 (59 por cento) dessas criancas e em apenas l (3 por cento) crianca do grupo controle. Em virtude das amplas variacoes de normalidade existentes nas alcas capilares so foram consideradas as atipias morfologicas que ocorressem em quantidade superior a 15 por cento das alcas capilaroscopicas examinadas. Distrofias ramificadas ocorreram em 18 (30 por cento) das criancas do grupo HIV e so l (3 por cento) do grupo controle. Foram observadas lentidao e descontinuidade do fluxo em 20 (33 por cento) criancas do grupo HIV. Conclusao: Encontramos frequentes e severas anormalidades nos exames capilaroscopicos das 61 criancas infectadas pelo HIV, indicativas de importantes alteracoes da microcirculacao resultante da acao direta do virus, das doencas associadas ou da medicacao utilizada
Palavra-chave Humanos
Criança
Microcirculação
Capilares
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Infecções por HIV
Humanos
Criança
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 104 p. ilus., tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 104 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16273

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta