Aspectos morfológicos e morfométricos do processo inflamatório na colite difusa induzida por ácido acético a 10 por cento, em ratos e tratada com ácido 5-amino-2-hidroxibenzoico (5-ASA) ou com extrato aquoso de Myracroduon urundeuva Fr. All, (Aroeira-do-sertao)

Aspectos morfológicos e morfométricos do processo inflamatório na colite difusa induzida por ácido acético a 10 por cento, em ratos e tratada com ácido 5-amino-2-hidroxibenzoico (5-ASA) ou com extrato aquoso de Myracroduon urundeuva Fr. All, (Aroeira-do-sertao)

Título alternativo Morphologic and morphometric aspects of inflammatory process on acetic acid-induced difuse colitis in rats treated with 5-amino-2-hydroxybenzoic acid (5-ASA) or aqueous extract from Myracrodruon urundeuva (aroeira-do-sertao)
Autor Rodrigues, Lusmar Veras Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Matos, Delcio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A aroeira-do-sertao (Myracroduon urundeuva Fr. all.) e uma arvore da familia Anacardiaceae, usada popularmente no Nordeste do Brasil em varias afeccoes inflamatorias, inclusive na colite ulcerativa. Portanto, decidiu-se verificar o efeito inflamatorio na colite difusa por acido acetico a 1O por cento , em ratos. Utilizaram-se 280 ratos Wistar, machos, pesando aproximadamente 220 g, distribuidos no grupos aroeira 1O por cento , aroeira 20 por cento , acido 5-amino-2-hldroxibenzoico (5-ASA e veiculo (controle). A colite foi induzida pela instilacao de O,5 ml do acido atraves de cateter, por via transanal, conforme NUCPUERSON e FEIFFE (l978).Apos exame endoscopico, os animais foram tratados diariamente com enemas de 01 ml do extrato de aroeira a 1O por cento , a 20 por cento , 5-ASA ou veiculo ate o dia da eutanasia (1, 3, 5, 7, 14, 21 e 60, apos a inducao). Neste dia, foram submetidos a laparotomia com retirada de segmento anorretocolico, que era fotografado, desenhado, dobrado a rocambole e encaminhado para preparo de cortes histologicos e coloracao pela hematoxilina-eosina e tricromico de Masson. A avaliacao morfologica, houve edema, (periodo 5), exsudato (periodo 21), persistencia de ulceras, reepitelizacao focal e fibrose (periodo 60) significantemente maiores no grupo veiculo, em relacao aos demais. A avaliacao morfometrica, houve menos celulas caliciformes (periodo 60) no grupo veiculo, em relacao aos demais. Houve significantemente mais macrofagos, eosinofilos, linfocitos, e fibrose (periodo 60) no grupo veiculo, em relacao aos demais. Concluiu-se que a aroeira teve acao terapeutica sobre a colite, nao havendo diferenca significante de eficacia entre as concentracoes a I O por cento e 20 por cento e 5-ASA
Palavra-chave Colite
Mesalamina
Ácido acético
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 169 p. ilus., tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 169 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16214

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta