Pneumatização do seio esfenoidal de adultos e sua relação com o trajeto da artéria carótida interna

Pneumatização do seio esfenoidal de adultos e sua relação com o trajeto da artéria carótida interna

Título alternativo Pneumatoization of the sphenoidal sinusnin adults and its relatioship with the internal carotid artery course: magnetic resonance imaging evaluation
Autor Guerrero, Andre Luis Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ganança, Mauricio Malavasi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O presente trabalho avaliou, pela ressonancia magnetica, a pneumatizacao do seio esfenoidal de adultos e sua relacao com o trajeto da arteria carotida interna. O seio esfenoidal e de importancia anatomica e cirurgica, sendo circundado por diversas estruturas nobres como a arteria carotida interna, a hipofise, o seio cavernoso, o lobo frontal, a meninge, o nervo optico e outros pares cranianos. Foram estudadas 300 ressonancias magneticas de cranio, de individuos adultos, realizadas no Departamento de Diagnostico por Imagem da Universidade Federal de São Paulo, no periodo de agosto de 1993 a fevereiro de 1998. Todos os exames eram normais do ponto de vista de patologia neurologica e foram submetidos a analise estatistica. Classificamos o seio esfenoidal de adultos, em relacao a sua pneumatizacao em 6 tipos, com as seguintes incidencias: apneumatizado (O,33 por cento ), conchal (O,33 por cento ), pre-selar (5,00 por cento ), semi-selar (22,33 por cento ), selar (41,57 por cento ) e pos-selar (30,33 por cento ). Os seios apneumatizado, conchal, pre-selar e semi-selar relacionaram-se com a arteria carotida interna, significantemente, sem que ocorresse saliencia da arteria em seus segmentos petrosos vertical e horizontal, pre-cavernoso e supra-clinoideo, para o interior do seio. Nunca observamos sinais que sugerissem deiscencia da arteria carotida interna nestes seios. Os seios selar e pos-selar nao apresentaram, significantemente, saliencia dos segmentos petrosos vertical e horizontal e do supra-clinoideo da arteria carotida interna. Entretanto, os segmentos precavernoso e cavernoso apresentaram saliencia para a cavidade sinusal, com significancia. Observamos sinais sugestivos de deiscencia da arteria carotida interna em 3,20 por cento dos seios selares e 7,69 por cento dos seios pos-selares
Palavra-chave Adulto
Seios Paranasais/anatomia & histologia
Seio Esfenoidal/anatomia & histologia
Artéria Carótida Interna
Imagem por ressonância magnética
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 103 p. ilus., tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 103 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16209

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta