Anemia ferropriva na primeira infância: intervenção com atenção primária à saúde em comunidades carentes

Anemia ferropriva na primeira infância: intervenção com atenção primária à saúde em comunidades carentes

Título alternativo Iron deficiency anemia in first chilhood: intervention with primary health care in poor communities
Autor Devincenzi, Macarena Urrestarazu Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sigulem, Dirce Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Uma das atividades desenvolvidas pelo Projeto Favela-UNIFESP/EPM, e a identificacao e tratamento de criancas anemicas, residentes em favelas de Vila Mariana, no municipio de São Paulo, tendo como caracteristica basica o atendimento periodico, a nivel domiciliar. A populacao atendida e composta por criancas de 6 a 36 meses de idade, tendo sido avaliadas, 263 entre julho de 1995 e dezembro de 1997. A identificacao dos anemicos se faz atraves da realizacao de mutiroes e visitas domiciliares, onde se obtem o valor da hemoglobina atraves do uso de um hemoglobinometro digital portatil - Hemocue. O ponto de corte utilizado e de 11,Og/dl, recomendado pela Organizacao Mundial de Saúde. Nesse periodo foram acompanhadas 122 criancas anemicas em retornos de 15, 30, 60 e 90 dias, onde foram fornecidas orientacoes de carater nutricional e administracao de sulfato ferroso. A dose utilizada foi de 3Omg de ferro elementar por dia, por um periodo de tres meses. Ao final, a crianca foi submetida a nova dosagem de hemoglobina. A prevalencia de anemia ferropriva em menores de 36 meses foi de 63,1 por cento , sendo que quanto ao sexo, 59,8 por cento das criancas anemicas pertenciam ao feminino e 66,6 por cento ao masculino. Quanto a faixa etaria, o maior percentual foi encontrado entre criancas de 6 a 24 meses, cerca de 70 por cento . Entre os anemicos, encontrou-se 43,9 por cento de casos mais graves de anemia, com valores de hemoglobina inferiores a 9,5 g/dl. Nao houve diferencas estatisticas entre criancas anemicas e nao anemicas em relacao a escolaridade materna, proporcao de baixo peso ao nascer, tempo mediano de aleitamento materno exclusivo e total, epoca de Introdução de alimentos e estado nutricional em relacao aos indicadores peso/idade e estatura/idade. Na avaliacao dietetica tambem nao houve diferenca estatistica significante entre anemicos e nao anemicos quanto ao consumo mediano de calorias, proteinas, ferro e vitamina C. Este so diferiu em relacao ao ferro e a densidade de ferro da dieta quando a analise foi feita por grupo etario, sendo que entre as criancas menores de 12 meses os valores foram significantemente inferiores aos das maiores. Quanto a biodisponibilidade de ferro nas refeicoes observou-se que esta foi baixa em mais de 50 por cento dos casos, sem diferenca estatitica significante entre anemicos e nao anemicos. Em relacao ao tratamento das criancas anemicas, houve incrementos significantes no valor da hemoglobina em 76 por ...(au)
Palavra-chave Humanos
Criança
Anemia Ferropriva
Estudos de Intervenção
Atenção Primária à Saúde
Humans
Child
Anemia, Iron-Deficiency
Intervention Studies
Primary Health Care
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 74 p. tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 74 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16179

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta