Mecanismos da ações anti-secretora ácida e antiúlcera gástrica de princípios isolados do gervão-roxo (Stachytarpheta cayennensis Vahl)

Mecanismos da ações anti-secretora ácida e antiúlcera gástrica de princípios isolados do gervão-roxo (Stachytarpheta cayennensis Vahl)

Título alternativo Mechanism of gastric antisecretory and antiulcer activities of principles isolated from gervão-roxo (Stachytarpheta cayennensisnVahl)
Autor Mesia-Vela, Sonia Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lapa, Antonio José Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As plantas do gênero Stachytarpheta, conhecidas como gervao sao utilizadas popularmente como analgésicas/antiinflamatórias e antipiréticas, hepatoprotetoras e laxantes, mas principalmente para tratar os distúrbios gastrointestinais (Coimbra, 1958; De Luca, 1980; De Luca, 1983; Corrêa, 1984; Chaves e col., 1988; Caribé e Campos, 1991; Ficha Ceme,1992; Sankana e Ramachandran, 1974). Os experimentos deste estudo foram orientados para a validaçao pré-clínica do uso popular do chá da S. cayennensis para tratar as úlceras e distúrbios gástricos. Em continuaçao à caracterizaçao farmacológica das atividades da S. cayennensis, foi também parte dos objetivos o estudo dos mecanismos de açao responsáveis pelas atividades antiúlcera e anti-secretora de ácido gástrico. 1. A planta foi coletada no Rio de Janeiro, e processada por extraçao com água (2,5 por cento ; 73 OC) por 30 min. O extrato obtido foi concentrado a vácuo e liofilizado. O rendimento do extrato foi de 10,8 por cento do material bruto. O extrato seco foi dissolvido em água previamente à administraçao aos animais. No modelo de ligadura de piloro de ratos, o EA (1 g/kg, i.d.) apresentou atividade anti-secretora de ácido gástrico até a 4a hora da administraçao na luz duodenal no modelo. A atividade anti-secretora de ácido gástrico do EA foi equipotente em ratos e camundongos. O extrato aquoso (EA) mostrou atividade antiúlcera gástrica em modelos de lesao aguda, subaguda e crônico em ratos. O EA (O,5- l g/kg, p.o.) inibiu as tesoes gástricas agudas induzidas por indometacina (lO mg/kg, s.c.), etanol (75 por cento , l mL/2OOg, p.o.), estresse por imobilizaçao em frio (4ºC x 2 horas) e, hidróxido de amônio (2,5 por cento , l mL/2OOg, p.o.). As lesoes subagudas induzidas por serotonina (20 mg/kg, s.c.) e ligadura de piloro por 18 horas (í.d.) também foram inibidas pelo EA. 4. Nas lesoes gástricas crônicas induzidas por injeçao de ácido acético 10 por cento na subserosa gástrica de ratos o tratamento com o EA (l g/kg, p.o./7dias) tanto impediu o desenvolvimento de úlceras (açao preventiva) como acelerou a cura de úlceras já instaladas (açao curativa). S. A atividade anti-secretora ácida foi maior no extrato da inflorescência que no extrato da folha. O EA do Caule nao foi ativo. 6. O fracionamento do EA da partes aéreas da planta, por partiçao líquido-líquido sucessivo com butanol e etanol, forneceu uma fraçao semipudficada (FEt) com atividade anti-secretora do ácido gástrico ...(au).
Palavra-chave Plantas Medicinais
Ácido Gástrico
Plants, Medicinal
Gastric Acid
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 194 p. ilus.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 194 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16165

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta