Prognatismo mandibular: avaliação do tratamento cirúrgico de 10 casos, pela osteotomia vertical intra-oral do ramo mandibular

Prognatismo mandibular: avaliação do tratamento cirúrgico de 10 casos, pela osteotomia vertical intra-oral do ramo mandibular

Título alternativo Mandibular prognathism: evaluation of the surgical treatment of 10 cases by intraoral vertical ramus osteotomy
Autor Miranda, Sergio Luis de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As deformidades dentofaciais, sao alteracoes do crescimento do esqueleto facial, associadas a modificacoes no posicionamento dos elementos dentais, levando a uma grande repercussao no aparelho estomatognatico, com interferencia na mastigarao, fonacao, deglutirao e estetica facial. Para estas deformidades sao diversos os tipos de tratamento cirurgico os quais na maioria das vezes dependem do trabalho conjunto com a ortodontia. Uma destas deformidades dentofaciais e o prognatismo mandibular, onde temos um crescimento excessivo da mandibula. Em nosso estudo realizamos pesquisa sobre um destas tecnicas que e a chamada osteotomia vertical intra-oral do ramo mandibular (OVIR). A qual necessita de um material especifico para sua realizacao como afastadores, boa iluminacao e microsserras. Nos introduzimos em nossos casos o auxilio do telescopio rigido o que nos permitiu uma boa visao indireta do campo operatorio, nas situacoes em que a anatomia da mandibula dificultava sua visao direta. Tambem modificamos a tecnica da osteotomia, com a realizacao desta de forma monocortical numa area de 2 centimetros, correspondente a anti-lingula ( tuberosidade mandibular na face externa da mandibula localizada na altura do lingula mandibular), evitando assim o risco de lesao do nervo alveolar inferior. Em 10 casos operados (3 homens e 7 mulheres) realizamos 20 osteotomias do tipo OVIR, onde pudemos comprovar por meio de testes neurosensoriais, a ausencia em todos os casos de lesao definitiva do nervo alveolar inferior. Atribuimos o sucesso destes casos, a Introdução do telescopio que permitiu maior seguranca no local da osteotomia e a forma da realizacao desta pois a complementacao com osteotomo curvo minimiza a possibilidade de lesao do nervo alveolar por acao direta da lamina da serra. Nestas 20 osteotomias tivemos como complicacoes l caso de fratura no local da osteotomia e 2 casos de ma adaptacao dos segmentos osteotomizados. Avaliamos tambem a estabilidade cirurgica e oclusal; concluindo no pos-operatorio que todos os casos tiveram o resultado final desejado tanto do ponto de vista funcional quanto estetico, pudemos ainda comprovar que a OVIR pode ser utilizada tambem em situacoes de mordida aberta anterior, pois dos 10 casos de prognatismo mandibular, 6 apresentavam mordida aberta anterior, as quais foram corrigidas nao apresentando recidiva ate o 90 mes de pos-operatorio
Palavra-chave Anormalidades maxilofaciais
Face/anormalidades
Osteotomia
Mandíbula/cirurgia
Idioma Português
Data de publicação 1999
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1999. 86 p. ilus., tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 86 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16156

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta