Efeito da ventilacao em posicao prona na oxigenacao arterial de pacientes com sindrome da angustia respiratoria aguda

Efeito da ventilacao em posicao prona na oxigenacao arterial de pacientes com sindrome da angustia respiratoria aguda

Título alternativo Prone positioning improves oxygenation in acute respiratory distress syndrome
Autor Rossetti, Heloisa Baccaro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A posicao prona tem demonstrado favorecer o acoplamento ventilacao-perfusao e, potencialmente, melhorar a oxigenacao em individuos normais anestesiados e em pacientes criticos ventilados artificialmente. O objetivo desse estudo e confirmar esses efeitos na Sindrome da Angustia Respiratoria Aguda (SARA). Foram estudados 41 pacientes (31 masculinos e 10 femininos), com idade variando de 17 a 83 anos, acometidos de SARA severa. A ventilacao artificial dos pacientes foi otimizada apos sedacao e bloqueio neuromuscular adequados, e a PEEP titulada de acordo com a complacencia estatica pulmonar. As amostras sanguineas para gasometria arterial foram colhidas no momento imediatamente anterior a mudanca para o decubito ventral, e apos 30, 60, 120 e 180 minutos nessa posicao. Com o retorno do paciente ao decubito dorsal, nova coleta foi realizada decorridos 60 minutos. Os resultados globais nao demonstraram diferencas estatisticamente significativas (analise de variancia de Friedman) da PaO2/PIO2 em nenhum dos momentos estudados. Foi, entretanto, observado melhora da oxigenacao clinicamente importante (>15 por cento ), em 68,2 por cento dos pacientes aos 120 e 180 minutos da posicao prona. Essa melhora persistiu em 56 por cento de 41 pacientes depois que os mesmos foram recolocados em posicao supina; em 22 casos por 12 horas, e em l g por 48 horas depois do inicio do estudo. Nao nos foi possivel correlacionar o tempo de ventilacao artificial previo e a resposta ao posicionamento prona. Nenhuma complicacao foi observada que pudesse estar relacionada com a manobra. Foram observados 7 obitos dentro das primeiras 48 horas. Em 9 pacientes, dos quais nao se constatou resposta, foi acrescentada a inalacao de oxido nitrico. Concluindo, podemos dizer que, em um numero significativo de pacientes com SARA, a posicao prona pode melhorar a oxigenacao sem nenhuma complicacao relevante associada. Os pacientes respondedores podem, portanto, beneficiar-se desta manobra simples que, permitindo a reducao da FiO2, torna suporte ventilatorio menos agressivo
Palavra-chave Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido
Anóxia
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 80 p. tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16120

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta