Estudo prospectivo randomizado comparando as taxas de gravidez após a transferência de embriões humanos no terceiro e quinto dia de cultivo in vitro

Estudo prospectivo randomizado comparando as taxas de gravidez após a transferência de embriões humanos no terceiro e quinto dia de cultivo in vitro

Título alternativo Perspective randomized study comparing pregnancy rates after transfer of human embryos on third and fifth day cultured in vitro
Autor Motta, Eduardo Leme Alves da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Baracat, Edmund Chada Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Realizou-se estudo prospectivo e aleatorizado para avaliar a eficacia do crescimento de embrioes humanos, fertilizados in vitro e cultivados em meios sequenciais ate o dia 5 pos-fertilizacao. Comparou-se tambem as taxas de gravidez, implantacao e a incidencia de gestacao multipla apos a transferencia uterina de embrioes nos dias 3 e 5 pos-fertilizacao. Estudaram-se 147 ciclos de Fertilizacao in vitro divididas em dois grupos: Grupo I (N=73) onde os embrioes foram cultivados em meio rico em aminoacidos e pobre em piruvato e glicose, sendo transferidos ao utero no dia 3 pos-fertilizacao e Grupo II (N=74) onde prolongou-se o periodo de cultivo ate o dia 5 pos-fertilizacao, em meio sequencial, suplementado com glicose, aminoacidos e vitaminas, e procedendo a transferencia de embrioes em estagio de blastocisto. Os grupos I e II nao apresentaram diferencas estatisticamente significantes quanto a idade. oocitos recuperados, oocitos em metafase II, fertilizacao e taxas de clivagem ate o dia 3 pos-fertilizacao, bem como nas taxas de gravidez, pois obteve-se 22 gestacoes no grupo I (30,1 por cento ) e 25 no II (33,8 por cento ). O numero de embrioes transferidos no dia 3 pos-fertilizacao (3,8n0,7) foi significativamente maior que no de blastocisto (1,9nO,8), ocasionando maior ocorrencia de gestacao multipla, porem a taxa de implantacao do grupo II (48, 1 por cento ) foi estatisticamente superior ao I (40,2 por cento ). Concluiu-se que fertilizacao in vitro por prolongado periodo de tempo, com meio sequencial, propiciou a obtencao de blastocistos viaveis no dia 5 pos-fertilizacao. As taxas de gravidez foram comparaveis quando se procedeu a transferencia de embrioes nos dias 3 e 5, porem em razao da maior taxa de implantacao dos blastocistos, pode-se minimizar a ocorrencia da gestacao multipla transferindo-se menor numero de embrioes
Palavra-chave Fertilização in vitro
Blastocisto
Gravidez
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 99 p. tabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 99 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16084

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta