Tratamento cirurgico da estenose da sutura sagital: comparacao de duas tecnicas pelo indice cefalico

Tratamento cirurgico da estenose da sutura sagital: comparacao de duas tecnicas pelo indice cefalico

Título alternativo Surgical mamagement of sagital synostosis: evaluation of two techniques by the cefalic index
Autor Coletta Junior, Delcidio Della Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A estenose prematura da sutura sagital e o tipo mais comum de cranioestenoses. Corresponde a mais de 50 por cento dos casos diagnosticados. Na literatura medica disponivel, encontramos varias propostas de tecnicas cirurgicas para o tratamento dessa condicao. Os procedimentos mais frequentemente empregados, em nosso meio, para sua correcao sao a craniectomia total de vertex, proposta por EPSTEIN, EPSTEIN, NEWMAN (l982) e, a cirurgia do Pi, descrita por JANE et ai. (1978). Entretanto nao encontramos trabalhos publicados em que essas duas tecnicas tenham sido comparadas objetivamente. Dessa maneira, analisamos 28 pacientes que foram admitidos para tratamento cirurgico por estenose prematura da sutura sagital em nosso servico, nos anos de 1991 a 1997. Houve nitido predominio de pacientes do sexo masculino, com uma relacao de 3:l. As idades de nossos pacientes variaram de um a 37 meses, com media de 8,8 meses. As tecnicas cirurgicas empregadas foram: a craniectomia total de vertex em 16 pacientes, a cirurgia do Pi em dez pacientes e, a morcelacao em dois casos. Os resultados operatorios alcancados por cada uma das tecnicas propostas sao analisados, usando-se para isso as variacoes obtidas no indice cefalico, mediante analise estatistica. Apresentamos a revisao da literatura abrangendo aspectos historicos, clinicos e de tratamento das cranioestenoses assim como a discussao realizada. Nossas conclusoes foram: 1) As duas tecnicas foram efetivas no tratamento da escafocefalia, 2) Embora fosse utilizada em pacientes mais velhos a cirurgia do Pi obteve os mesmos resultados que a calvarectomia, 3) As duas tecnicas corrigiram o indice cefalico na mesma proporcao quando aplicadas a pacientes de mesma faixa etaria, 4) O indice cefalico isoladamente nao serviria como indicador da cirurgia a ser empregada, 5) A idade do paciente foi um criterio eficiente na determinacao da tecnica cirurgica
Palavra-chave Craniossinostoses/cirurgia
Circunferência Craniana/métodos
Procedimentos Cirúrgicos Operatórios
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 71 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16080

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta