Biogenese da fimbria AAF/II de Escherichia coli enteroagregativa

Show simple item record

dc.contributor.advisor Trabulsi, Luiz Rachid [UNIFESP]
dc.contributor.author Elias Junior, Waldir Pereira [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:00:06Z
dc.date.available 2015-12-06T23:00:06Z
dc.date.issued 1998
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 1998. 131 p. ilustab.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16040
dc.description.abstract Escherichia coli enteroagregativa (EAEC) e um patogeno emergente, associado a doenca diarreica, que apresenta como caracteristica o padrao de adesao agregativa em celulas HEp-2. Varios fatores de virulencia ja foram descritos em amostras de EAEC, utilizando como modelo a amostra 042, comprovadamente virulenta para humanos. Dentre esses fatores estao as enterotoxinas PET e EAST1, alem da fimbria denominada AAF/II. Todos esses fatores sao codificados pelo plasmidios de 65 MDa (pAA2). Embora seu papel na virulencia tenha sido demonstrado, os determinantes geneticos da biogenese de AAF/II nao eram conhecidos. Para tanto, no presente trabalho foram realizados experimentos para caracterizacao da regiao de pAA2 relacionada a biogenese de AAF/II. Atraves da analise das sequencias de nucleotideos de uma regiao de 25 kb do plasmidio pAA2, foi demonstrado que a mesma alberga os, genes das enterotoxinas (pet e astA), flanqueados por duas regioes relacionadas com a biogenese de AAF/II (regiao l e 2), alem do ativador de transcricao (aggm relacionado a sua expressao. A organizacao genetica da biogenese de AAF/II identificada na amostra 042 e unica, uma vez que na familia Dr de adesinas, da qual AAF/II e membro, esses genes estao organizados em um operon. Nessa organizacao exclusiva, a regiao l apresenta o cluster chaperonina-pilina-ativador de transcricao (aafD-aafA-aggR, enquanto a regiao 2, distante em 12 kb, apresenta o cluster chaperonina nao funcional-usher-invasina. As duas regioes sao flanqueadas por Sequencias de Insercao sugerindo que essa regiao seja um local em pAA2 de alta taxa de recombinacao. A analise de homologias a nivel de aminoacidos indicaram que a regiao l deriva do operon da fimbria AAF/I, enquanto a regiao 2 deriva do operon das adesinas AfaE de E. coli uropatogenicas. Os dados de ativacao da transcricao atraves da regulacao por aggR tambem corroboram com essa hipotese, pois apenas os genes da regiao l sao fortemente regulados pelo mesmo, como ocorre em AAF/I. Atraves da mutagenese nao-polar, foi demonstrado que os genes essenciais para a expressao de AAF/II sao: aafA, aafC, aafD e aggR, os quais correspondem a pilina, usher, chaperonina e ativador de transcricao, respectivamente. Esse locus descrito em pAA2 deve um representar um importante set de determinantes de virulencia em outras amostras de EAEC, uma vez que apresenta os potenciais fatores e ate entao descritos na amostra 042. Alem de AAF/II, a fimbria AAF/I esta...(au) pt
dc.format.extent 131 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Escherichia coli pt
dc.subject Diarreia pt
dc.subject Adesinas Bacterianas pt
dc.subject Biogênese pt
dc.title Biogenese da fimbria AAF/II de Escherichia coli enteroagregativa pt
dc.title.alternative AAF/II fimbriae biogenesis in enteroaggregative Escherichia coli en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-015726.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account