Alterações urodinâmicas imediatas induzidas pela presença de eletrodo intra-vaginal para estimulação elétrica pélvica

Alterações urodinâmicas imediatas induzidas pela presença de eletrodo intra-vaginal para estimulação elétrica pélvica

Título alternativo Immediate urodynamical urodynamical changes caused by the intra-vaginal electrode used for pelvic eletrical stimulation
Autor Araujo Filho, Julio Resplande de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Bruschini, Homero Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Estudou-se as alteracoes urodinamicas durante a estimulacao eletrica vaginal em mulheres com queixas de incontinencia urinaria de esforco, comparando os achados decorrentes da simples presenca do eletrodo intravaginal aos obtidos sob estumulacao eletrica. Casuisticas e metodos: Trinta pacientes com queixas de incontinencia urinaria de esforco e neurologicamente normais foram submetidas a estudo urodinamico completo. A mediana da idade foi de 46,9 anos(26 a 69). Duas pacientes eram nuliparas e doze se encontravam na menopausa. Cada paciente era submetida a tres cistometrias, sendo uma inicial basal ( Cisto I ), a segunda com eletrodo vaginal do estimuldor eletrico INNOVA ( Empi ) desligado e a terceira com o eletrodo ligado ( 50 Hz, pulso intermitente ). Apos isto, as mesmas realizavam tres perfis uretrais: Perfil I basal; perfil II com o eletrodo vaginal desligado e perfd III com o eletrodo ligado ( 50 Hz, pulso continuo). Os valores de comprnnento funcionl uretral, pressao maxima de fechamento e area dos perfis pressoricos nas tres situacoes foram comparados, bem como os diferentes volumes nos respectivos desejos miccionais. Resultados: A avaliacao dos achados urodinamicos demonstrou diferenca estatistica quanto ao comprimento uretral funcional quando comparado o perfil inicial basal com os dois perfis ( II e III) - Entretanto, nao houve diferenca entre o perfil com eletrodo desligado ou ligado ( p=0,2570). Os mesmos resultados foram observados quando foram comparados os dados de pressao de fechamento e area do perfil ( PI < PII < PIII ). Nenhuma diferenca em relacao aos desejos miccionais e os diferentes volumes foi observadas, nao havendo influencia do eletrodo ou da estimulacao na cistometria. Conclusoes: Existem alteracoes no perfil pressorico uretrais produzidas pela simples presenca do eletrodo vaginal independente do estimulo. Nao houve interferencia do perfil desligado ou ligado nos parametros analisados quanto a cistometria
Palavra-chave Incontinência urinária
Estimulação elétrica
Urodinâmica
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 96 p. tabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 96 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16030

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta