Infeccoes da corrente sanguinea em individuos idosos: caracteristicas clinicas e analise dos fatores de risco associados ao obito

Infeccoes da corrente sanguinea em individuos idosos: caracteristicas clinicas e analise dos fatores de risco associados ao obito

Título alternativo Bloodstream infections in the elderly: clinical aspects and risk factors for mortality
Autor Darrigo, Lucas Eduardo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O envelhecimento da populacao e um fenomeno que se iniciou nos paises desenvolvidos e hoje ocorre no mundo inteiro. Como os individuos idosos sao portadores de condicoes cronicas com maior frequencia que a populacao geral, esses pacientes estao mais expostos a intercorrencias infecciosas, tanto no ambiente hospitalar quanto no ambiente domiciliar. Diversos estudos demonstram maior dificuldade por parte dos idosos em lidar com processos infecciosos de qualquer natureza quando comparados a pacientes de grupos etarios mais jovens. Esta maior dificuldade parece estar mais relacionada a maior prevalencia de doencas cronicas nos idosos do que a idade avancada per se. O presente estudo foi realizado com o intuito de observar os fatores de risco relacionados a evolucao para o obito em uma amostra de 173 episodios de infeccao de corrente sanguinea ocorridos em pacientes idosos internados no Hospital São Paulo. Durante 2 anos, entre 01/01/1996 e 31/12/1998, todos os pacientes com idade acima de 65 anos de idade e com pelo menos uma hemocultura positiva foram avaliados em carater retrospectivo. A partir da listagem diaria do Setor de Microbiologia Clinica do Laboratorio Central do Hospital São Paulo, foram obtidas 203 hemoculturas positivas. Em 7 destes, o respectivo prontuario nao foi encontrado e foram excluidos da amostra. Dentre as 196 hemoculturas restantes, 23 foram considerados pseudobacteremia. Os 173 episodios de infeccao da corrente sanguinea considerados verdadeiros ocorreram em 157 pacientes. A media de idade desta populacao foi 73,8 anos. Trinta e seis episodios de ICS foram de origem domiciliar e 137 de origem hospitalar. A populacao de 157 pacientes apresentou alto indice de doencas rapidamente fatais ( 18,4 por cento ). Apenas 8,2 por cento dos 62 pacientes nao apresentaram nenhuma doenca de base, e as doencas cardiorrespiratorias foram as mais prevalentes (21 por cento ), seguidas das neoplasias solidas (l6,5 por cento ). A mortalidade ate o 14º dia foi 45,4 por cento . Nao houve diferencas significantes entre os sexos. Tambem a mortalidade nas ICS domiciliares e hospitalares foi bastante semelhante, contrariando alguns dados da literatura, que mostram maior mortalidade para as ICS hospitalares. Os pacientes foram divididos em duas faixas etarias (maiores e menores de 75 anos) e ambas apresentaram praticamente a mesma mortalidade. As bacteremias primarias responderam por 40,4 por cento dos casos, seguidas das bacteremias...(au)
Palavra-chave Humanos
Idoso
Bacteriemia
Fatores de Risco
Mortalidade
Humanos
Idoso
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 75 p. tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16007

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta