Estudo exploratorio sobre a formacao clinica em psiquiatria da infancia e adolescencia na cidade de São Paulo

Estudo exploratorio sobre a formacao clinica em psiquiatria da infancia e adolescencia na cidade de São Paulo

Título alternativo Exploratory study about the clinical training in child and adolescent psychiatry in São Paulo. Brasil
Autor Oliveira, Albeni de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A psiquiatria infantil tem uma historia recente. Somente nos ultimos 60 anos a especialidade desenvolveu-se para se tornar uma disciplina reconhecida, com volume de conhecimentos e um numero consideravel de clinicos. Observa-se que a psiquiatria da infancia e adolescencia depara-se com muitos dilemas praticos e conceituais. O corpo de conhecimento bem validado e confiavel permanece pequeno, a nomenclatura e a nosologia necessitam padronizacao e ha controversias sobre os modelos etiologicos. Pesquisa e avaliacao representam a menor preocupacao se comparadas com as demandas de trabalho clinico, portanto, os tratamentos sao amplamente empiricos. No Brasil e quase inexistente literatura especializada sobre a evolucao da especialidade em nosso meio. Registra-se como acontecimentos influentes na configuracao atual da psiquiatria infantil brasileira a fundacao, em 1922, da Liga Brasileira de Higiene Mental; a criacao de uma unidade para menores anexa ao Hospital do Juqueri que iniciara suas atividades em 1901; o inicio, em 1955, do servico de Higiene Mental no Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; a fundacao da Associacao Brasileira de Neuropsiquiatria Infantil (ABENEPI), em 1967, precedida pela da Associacao Brasileira de DefiCiência Mental, em 1965 e a experiencia da Comunidade Terapeutica Enfance, nas decadas de 60 e 70. O objetivo deste trabalho foi estudar as caracteristicas do processo de formacao em psiquiatria da infancia e adolescencia na cidade de São Paulo. Numa amostragem nao-probabilistica selecionaram-se oito psiquiatras da infancia e adolescencia, adotando como criterio fundamental de inclusao a presenca de influencia sobre a formacao de novos psiquiatras da infancia e adolescencia. Foram realizadas entrevistas abertas, em profundidade. As entrevistas foram gravadas, transcritas na integra e submetidas a uma analise de conteudo, tomando como referencia principal a tecnica exposta por Strauss e Corbin. Observamos que a psiquiatria da infancia e adolescencia, em nosso meio, nao pode ser tomada como uma unidade homogenea nem mesmo como um conjunto de unidades iguais. Sob este rotulo abrigam praticas clinicas de fundamentos teoricos, instrumentos de investigacao, condutas terapeuticas e clientelas distintos. O que se chamou de longa, erratica e personalista trajetoria de formacao em psiquiatria infantil deve-se a uma conjuncao de determinantes...(au)
Palavra-chave Psiquiatria Infantil
Psiquiatria do Adolescente
Internato e Residência
Brasil
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 97 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 97 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15993

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta