Anel corneano intra-estronal: a evolução de uma técnica

Anel corneano intra-estronal: a evolução de uma técnica

Título alternativo The intrastronal corneal rinh: the evolution of a technique
Autor Nosé, Walton Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução. Varios procedimentos cirurgicos estao sendo hoje utilizados para a correcao da baixa miopia. Os mais utilizados sao a ceratotomia radial (RK), a ceratectomia fotorrefrativa (PRK) e a ceratomileuse in situ com laser (LASIK). O implante intra-estromal e uma opcao que esta sendo utilizada em alguns centros para correcao da miopia, astigmatismo e hipermetropia. Objetivos. O objefivo destes estudos foi avaliar a seguranca, a estabilidade e a efiCiência do ICCr e do ICRSr para corrigir miopia e astigmatismo. Material e Metodos. Este estudo prospectivo foi dividido em 3 partes. O grupo I, era constituido de 3 olhos de 3 pacientes cegos, onde implantou-se anel corneano intra-estromal de PMMA com O,3 mm de espessura e 7,7 mm de diametro interno. Avaliou-se o aplanamento corneano obtido, atraves da ceratometria e da retinoscopia, a seguranca, estabilidade e reversibilidade alem de alteracoes intra e pos-operatorias. O grupo II era constituido de 10 pacientes com miopia que receberam implantes do mesmo tipo do primeiro grupo. Avaliou-se a acuidade visual com e sem correcao no pre e pos operatorio, medidas ceratometricas e refracionais. As medidas de pressao inyra-ocular, sensibilidade tactil da cornea e microscopia endotelial foram analisadas. grupo III, constitui o por 7 pacientes que receberam dois segmento de anel corneano intra-estromal de 45 graus cada e espessura de O,3 mm. Foram avaliadas as alteracoes de curvatura corneana pela ceratometria, as mudancas refratometricas e as medidas de acuidade visual corrigida e sem correcao. Achados clinicos e complicacoes foram avaliados. Nos tres grupos a reversibilidade do efeito refrativo pode ser demonstrado com o explante do ICCr ou ICRSr. O grupo I era constituido de 3 pacientes cegos. Os pacientes 1 e 2 eram homens com idades de 38 e 33 anos. A paciente 3 era mulher e apresentava a idade de 24 anos. Os 3 pacientes receberam implantes do anel intra-estromal de PMMA de 7,7 mm de diaimetro interno e O,3 mm de espessura. O paciente 2 teve o seu implante retirado em 6 meses. Com 12 meses de pos-operatorio, o anel havia aplanado a cornea em 2,13 D no paciente 1 e 2,88 D no paciente 3. A curvatura corneana da paciente 2 medida pela ceratometria, retomou aos valores pre-operatorios. O grupo II era constituido por 10 pacientes miopes com idades variando de 25 a 39 anos (media 30,8 anos). Sete pacientes eram do sexo feminino e 3 do sexo...(au)
Palavra-chave Miopia
Astigmatismo
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 231 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 231 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de livre-docência
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15975

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta