Epidemiologia da dermatofitose inguinal (Ribeirao Pires - SP)

Epidemiologia da dermatofitose inguinal (Ribeirao Pires - SP)

Título alternativo Tinea cruris epidemiology (ribeirao Pires -SP)
Autor Silva, Helio Tavares da Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A dermatofitose inguinal e infeccao das regioes inguinal, perineal e penanal, acomentendo principalmente pacientes do sexo masculino. Em estudos epldemlologicos, tanto nacionais como intenacionais, ocupa ora o segundo ora o terceiro lugar entre as dennatofitoses humanas. Dados atuais sobre os aspectos clinicos de maneira pormenorizada nao tem sido reportados. A literatura nacional mostra ausencia de trabalhos recentes sobre os dennatofitos presentes nessa entidade clinica. Os livros texto de micologia e dennatologia descrevem essa dennatofitose de modo generico e suscinto. Nosso principal objetivo foi realizar estudo epldemiologico dos dennatofitos causadores dessa infeccao, procurando verificar as formas clinicas e a correlacao entre as mesmas e os agentes etiologicos identificados, verificacao da frequencia de dermnatofitos na pele sadia da regiao inguinal e a observacao da influencia de fatores sazonais na incidencia da micose. Entre abril de 1995 a marco de 1997, 105 pacientes com suspeita clinica de dermatofitose ingtiinal foram submetidos a exames clinico e micologico. Exame micologlco positivo (cultura e / ou exame direto) foi verificado em 66 pacientes. O sexo masculino predominou sobre o feminino (52/14). O agente fangico foi isolado em 50 ocasioes. T rubrum foi o dennatofito predominante (45/50), seguido de T tonsurans (3/50) e T mentagrophytes (2/50). Em nove oportunidades, o mesmo agente (T rubrum), foi recuperado de outras regioes cutaneas contiguas como: sulco intergluteo e regioes gluteas (4), bolsa testicular (2), perna (2) e sulco intergluteo (I). Repgistramos tres casos de infeccoes em que foram obtidos somente exame micologico direto, nas regioes unbilical (I), publana (I) e extensao ao sulco interrgluteo (1). A presenca da tinha inguinal com lesoes a distancia foi verificada em 14 pacientes: tinha do pe (9), tinha do pe na variedade mocassim (2), onicomicose (5), tinha da mao (1), tinha da face em paciente psiquiatrico (1) e tinha do corpo em gestante (1). O agente isolado das culturas obtidas foi T. rubrum. E. floccosum nao foi recuperado em nenhum momento na presente investigacao. Quanto ao aspecto clinico, placa eritemato-descamativa foi a forma clinica predominante, em 23 ocasioes sendo isolado T rubrum; em tres, T tonsurans e em dois, T mentagrophytec. Placa eritemato-liquenificada bilateral foi verificada em oito pacientes, granuloma tricofitico em um paciente e a lesao classica do eczema marginado de Hebra...(au)
Palavra-chave Virilha
Dermatomicoses/epidemiologia
Dermatomicoses/etiologia
Dermatomicoses/diagnóstico
Dermatomicoses/classificação
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 128 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 128 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15963

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta