Analise do perfil de susceptibilidade de antifungicos de isolados de Candida spp. recuperados de hemoculturas

Analise do perfil de susceptibilidade de antifungicos de isolados de Candida spp. recuperados de hemoculturas

Título alternativo Antifungal susceptibility pattern of Candida spp. isolates from blood cultures
Autor Nakagawa, Zelinda Maria Bartolomei Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A frequencia de infeccoes fungicas hospitalares vem aumentando dramaticamente ha duas decadas. Infeccoes fungicas sistemicas, principalmente aquelas causadas por especies de Candida, sao importante causa de morbidade e mortalidade em pacientes hospitalizados. O aumento da frequencia de candidemias por especies nao albicans tem sido registrado por diversos autores. Embora estas especies sejam consideradas menos invasivas e virulentas que C. albicans, sua susceptibilidade inerentemente reduzida aos antifungicos disponiveis as tornam menos responsivas ao tratamento. Os avancos obtidos pelo NCCLS no desenvolvimento de metodo de diluicao em caldo padronizado para execucao de testes in vitro, possibilitaram atualmente a utilizacao de metodoiogia confiavel para o estudo de colecoes de isolados clinicos de leveduras, a fim de determinar-se a atividade in vitro de diferentes antifungicos de uso corrente. Nos avaliamos o perfil de susceptibilidade de 200 amostras de especies de Candida recuperadas de hemocuituras e coletadas em 6 hospitais terciarios do Rio de Janeiro e São Paulo, a quatro drogas antifungicas. Os isolados foram identificados pelo sistema comercial de identificacao API 2OC AUX (bioMerieux) e o perfil de susceptibilidade foi posteriormente determinado pelo metodo da microdiluicao em caldo, segundo parametros do NCCLS Candidas nao albicans contabilizaram 59 por cento do total de isolados que apresentou o seguinte perfil de especies: Candida albicans (83), Candida tropicalis (48), Candida parapsilosis (41), Candida rugosa (11), Candida glabrata (9), Candida guilliermondii (4), Candida krusei , (2) Candida famata (l) e Candida lipolytica (l). Anfotericina B foi muito ativa (MIC9o < 1.0 mg/mL) contra todos os isolados, exceto dois isolados de C. albicans e C. parapsilosis e um isolado de C. krusei
Palavra-chave Testes de Sensibilidade Microbiana
Antifúngicos
Candidíase
Fungemia
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 104 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 104 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15924

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta