Avaliação da função tubular renal em profissionais expostos cronicamente a agentes anestésicos fluorados

Avaliação da função tubular renal em profissionais expostos cronicamente a agentes anestésicos fluorados

Título alternativo The renal tubular function of professional cronically exposed of fluorate anesthetics agents
Autor Magalhães, Edno Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Tardelli, Maria Angela Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Foi avaliada a funcao tubular renal de pessoas expostas cronicamente a atmosfera de centros cirurgicos, contaminadas com tracos de anestesicos volateis fluorados, comprovadamente portadores de niveis sericos elevados de fluoreto inorganico. Foram utilizados dois grupos de amostras para avaliacao: - Grupo I - formado por cinco profissionais que trabalhavam em hospitais, porem sem atividades em salas de operacao, comprovadamente portadores de niveis sericos normais de fluoreto inorganico, que foi utilizado como grupo controle; - Grupo li - constituido por nove medicos anestesioiogistas em atividade profissional ha mais de dez anos, com exposicao media diaria de onze horas, trabalhando em centros cirurgicos sem sistemas antipoluicao. Em estudo anterior (I 993), foram estudadas as variacoes sericas dos niveis de fiuoreto inorganico nesses quator-ze voluntarios. Os resultados mostraram que, enquanto os cinco membros do grupo I mantinham niveis com media identica a dos moradores da cidade, os profissionais do grupo li apresentavam medias de concentracoes sericas de fluoreto inorganico anormalmente elevadas em valores de duas a tres vezes aqueles considerados clinicamente normais. A repeticao das dosagens nos dois grupos em 1997 mostrou persistencia da anormalidade em relacao ao grupo 11. Nas duas oportunidades, as diferencas entre os dois grupos revelaram-se altamente significativas do ponto de vista estatistico (p < O,01). ' A avaliacao foi realizada por meio de dosagens laboratoriais sanguineas e urinarias. No soro sanguineo, foram dosadas as concentracoes de ureia, creatinina, sadio, potassio e O2M. Em urina, foram dosados creatinina, sodio, potassio, excrecao de glicose e O2M. Foi calculado, ainda, o clearence de creatinina corrigido para a area de superficie corporea de cada um dos voluntarios. A verificacao da presenca de glicosuria e eliminacao de O2M nas 24 horas foram utilizadas como mercadores sensiveis para estudo da funcao tubular proximai. As dosagens laboratoriais mostraram-. - No grupo I, todos os parametros sericos e urinarios analisados mantiveram-se dentro da faixa de normalidade clinica. - No grupo li, nao se encontrou qualquer indicio laboratorial de anormalidade da funcao tubular proximal. Com as investigacoes laboratoriais utilizadas neste estudo, concluiu-se que niveis cronicamente elevados de fluoreto inorganico nao causaram, ate o momento, alteracoes funcionais detectaveis da funcao dos tubulos proximais renais
Palavra-chave Fluoretos
Anestésicos
Halogênios
Exposição por Inalação
Rim/fisiologia
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 60 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 60 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15918

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta