Expressao imuno-histoquimica da proteina p53 nos carcinomas basocelulares primarios agressvios e nao agressivos

Mostrar registro simples

dc.contributor.author Oliveira, Nalu Iglesias Martins [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T22:59:55Z
dc.date.available 2015-12-06T22:59:55Z
dc.date.issued 1998
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 1998. 155 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15883
dc.description.abstract O objetivo deste estudo foi analisar a expressao imunohistoquimica da proteina p53 nos carcinomas basocelulares (CBCS) primarios da pele, divididos de acordo com os criterios histopatologicos de agressividade descritos por JACOBS, RIPPEY e ALTINI (l982), que se referem ao padrao de crescimento e tipo de invasao, tamanho e forma dos grupos celulares, palicada, estroma e diferenciacao celular. Foram estudados prospectivamente 79 pacientes (39 do sexo masculino e 40 do feminino) submetidos a procedimento c'=' gico para exerese de 91 CBCS, no periodo de agosto de 1995 a outubro de 1996. O estudo imuno-histoqu'mu'co foi realizado a partir do metodo da biotinaavidina-peroxidase, utilizando-se o anticorpo monoclonal DO-7. Dos 91 CBCS, 66 (72,53 por cento ) foram classificados como agressivos e 25 (27,47 por cento ) como nao agressivos. Com relacao a 107 imunorreatividade, ocorreu coloracao nuclear para a proteina p53 em 54 (SI,82 por cento ) dos 66 CBCs agressivos e em 19 (76 por cento ) dos 25 nao agressivos. Nao houve assim, diferenca estatisticamente significante nestes dois grupos quanto a presenca da proteina p53. Nos pacientes do sexo masculino houve significancia estatistica quanto a positividade do p53 nos CBCs situados em areas expostas a luz solar, quando comparados com os situados em areas nao expostas. Dos 46 CBCs situados em areas expostas a luz solar, 40 (86,96 por cento ) foram positivos para a proteina p53 e 6 (l3,04 por cento ) foram negativos. Apenas 2 lesoes localizadas em area nao exposta a luz solar foram negativas para o p53. No sexo femffiffio nao houve associacao significante. Em relacao ao grau de positividade dos 40 CBCs anunorreativos ao p53 ocorridos em pacientes do sexo masculino, observouse que 28 (70 por cento ) apresentaram positividade acima de 50 por cento (grupo lll) em comparacao com os grupos I (I por cento - 25 por cento ) e 11 (26 por cento - 50 por cento ), sendo estatisticamente significante a diferenca do grupo IH para os grupos I e ll, nao apresentando significancia entre estes. No sexo feminino nao houve diferenca estatisticamente significante. Na analise dos CBCs pela tecnica da imuno-histoquimica, observou-se a ocorrencia de imunorreatividade nuclear ao p53 nos..(truncado) pt
dc.format.extent 155 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Proteína Supressora de Tumor p53 pt
dc.subject Genes p53 pt
dc.subject Carcinoma Basocelular pt
dc.subject Imuno-Histoquímica pt
dc.title Expressao imuno-histoquimica da proteina p53 nos carcinomas basocelulares primarios agressvios e nao agressivos pt
dc.title.alternative P53 protein immunohistochemical expression in primary basal cell carcinoma aggressive and non aggressive en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-015555.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples